17ª Jornada, 2ª Divisão, Série D, Imortal 2 - Barreirense 0

 Temos de acreditar que ainda é possível

Jogo muito importante este em Albufeira, já que era decisivo começar a amealhar pontos para subir na tabela, mas se o técnico Valter Costa tem como um dos seus lemas jogar um futebol bonito, de certeza que assim que viu o estado do relvado do Municipal de Albufeira, cedo que tirou de cena essa hipótese já que o relvado em questão mais parecia um batatal do que um relvado de futebol onde o público paga o seu ingresso para assistir a um espectáculo desportivo. Bom mas isso são outras histórias, já que na verdade a espécie de relvado estava reservado para ambas as equipas.

Perante um Imortal a somar pontos nas últimas rondas, o novo técnico barreirense via-se impedido de fazer alinhar 3 jogadores importantes na equipa (Carioca, Tó Mané e Bruno Costa), mas o azar de uns terá que ser a oportunidade de outros e assim se poderia tentar agarrar um lugar no onze, principalmente aqueles que os substituíram, mas a insegurança da classificação acaba por falar mais alto e as coisas acabam quase sempre por penalizar quem se encontra intranquilo.Foi o caso deste jogo, onde o Imortal aproveitou essa situação e tentou, logo de início, chegar à baliza de Hugo Alves, como foi o caso aos 2 minutos com Marco Esteves a ver o seu remate ser desviado por pelo guarda-redes alvi-rubro para a barra.

Com os da casa mais afoitos, o primeiro golo não demorou com Ploca a aproveitar a escorregadela de Sardinha e de cabeça facturar para a sua equipa. Com vantagem no marcador, foi a vez do azar bater á porta de Hugo Alves, á passagem da meia-hora, quando após um atraso de um seu companheiro e ao tentar aliviar o esférico, este foi embater no corpo de Ploca e fêz um chapéu de aba larga direitinha para a baliza barreirense. E assim se perde um jogo de futebol.

A  perder por 2, Valter Costa tentou mudar o rumo dos acontecimentos, na 2ªparte, mas a intranquilidade é mais que muita e perante um adversário que de jogar futebol percebe pouco, mas que faz da sua atitude guerreira a sua força, não foi difícil gerir a vantagem, algo que só esteve em perigo num remate de Bruno Severino que embateu no ferro algarvio, na melhor situação de golo barreirense. O lema do clube fala em "esperança que não finda" e é agarrado a essa esperança que todo o mundo alvi-rubro terá que se agarrar de unhas e dentes, pois este clube não merece o que lhe está a acontecer. FORÇA BARREIRENSE!!!

Ficha do jogo: 

Estádio – Municipal de Albufeira

Árbitro – José Godinho (Évora)
Assistentes – Vasco Guedelhas e Paulo Gaudêncio

Imortal – Diogo; Marco Esteves, João Antunes, Carlitos (Piojo 87’), Marcos (Nuno Gomes 45’), Ramon, Mota, Barrigana, Vicente, Bruno Lucas, Ploca (Jairson 71’)
Não jogaram – Celso, Simão, Peixinho
Treinador - Jorge Silva
Marcador – Ploca (21’ e 27’)
Disciplina – nada a registar

Barreirense – Hugo Alves, Nuno Rolo, Luís Esteves, Miguel Gama, Sardinha, Canoa (Miguel Paixão 51’), Miguel (André Dias 71’), Luís Pina, Nuno Curto, Nelson Moutinho e António Alves (Bruno Severino 51’)
Não jogaram – João, Marco Véstia, André Silva e Brayn
Treinador – Valter Costa
Disciplina – nada a registar

Intervalo – 2-0

Final – 2-0


Nas cabines:

Jorge Silva (treinador do Imortal):
"Penso que foi um resultado justo. Na 1ªparte tivemos a sorte do jogo e na 2ª demos a iniciativa ao Barreirense na tentativa de aproveitar o contra-ataque. Nós baseamos o nosso jogo como se fosse o último da nossa vida, lutamos até morrer em campo e queremos amealhar pontos em todos os desafios. O certo é que nos 4 jogos em que estou à frente da equipa conquistámos 3 vitórias e um empate. Basicamente, o que eu trouxe para a equipa foi fazer ver aos jogadores que nada estava perdido pois reparei que havia muita falta de motivação."

Valter Costa (treinador do F.C.Barreirense):

"Não entrámos bem no jogo e com dois erros defensivos acabámos por ficar a perder por dois golos, o que complicou muito a nossa vida já que não temos organização, em três dias de treinos, para dar a volta a um resultado negativo. Não estamos num bom momento, a equipa joga sobre brasas e estamos todos abalados com esta derrota, mas temos que acreditar, temos que fazer um super campeonato até ao fim. Vamos tentar levantar a cabeça a esta rapaziada. Estamos numa situação muito complicada mas até ao lavar dos cestos é vindima, e espero que os sócios nos apoiem já no domingo."

Próximos eventos

sábado, 08 junho 2024 - 10:30 -11:45 : FCB: 9 - Comércio e Indústria: 0 (Sub-13 Fut9)
sábado, 08 junho 2024 - 11:45 -12:50 : FCB(B) - Vasco Gama Sines(B) (Sub-11)
domingo, 09 junho 2024 - 11:00 -12:35 : V.Setúbal: 2 - FCB: 0 (Sub-15)
domingo, 09 junho 2024 - 16:00 -17:30 : FCB: 2 - Quinta Lombos: 4 (Sub-15)
domingo, 16 junho 2024 - 11:00 -12:35 : Louletano: 0 - FCB: 2 (Sub-15)
sábado, 22 junho 2024 - 10:00 -11:30 : FCB - Pedra Mourinha (Sub-15)
domingo, 23 junho 2024 - 10:00 -11:30 : FCB - ? (Sub-15)

Últimos comentários

  • Carlos Matos
    Exibição pobre para mim que ...

    Ler mais...

     
  • Rui G
    Qual 1904... até isso roubaram....

    Ler mais...

     
  • Jose
    Apenas um relato de um roubo, muito ...

    Ler mais...

     
  • Paulo S
    Uma vez corruptos, corruptos ...

    Ler mais...

Siga-nos no...

RSS youtube facebook twitter

Contactos - www.fcbarreirense.com