7ª Jornada - 2ª fase, CNS, Manut. Série H, Barreirense - 0 x Louletano - 0

20160326barreirense_louletanoZero... a nota final para quem quis ser protagonista
 
No fecho da 1ª volta desta fase decisiva do Campeonato de Portugal Prio, o Barreirense recebeu e empatou, 0:0, frente ao Louletano e manteve a distância nos cinco pontos de diferença para os lugares perigosos.
Vai ser uma luta terrível nos 7 jogos que faltam, não só pelo equilíbrio das equipas mas também pelos fatores extra que o futebol tem, e que mais uma vez esteve bem visível nesta partida: a arbitragem.
De fato, se durante a 1ª fase do campeonato as arbitragens até foram, digamos, imparciais, o que se tem passado nesta primeira volta da 2ª fase tem sido uma tendência demasiado evidente em querer empurrar o Barreirense para os lugares de baixo da tabela, exceção feita a um ou dois jogos.
Hoje assistimos a um Louletano bem organizado e que fez o que quis em campo no aspeto físico, levando ao extremo o uso dos cotovelos como foi o caso do seu ponta-de-lança uruguaio, Juan San Martin, jogador que lá por ter jogado no Peñarol ou no Benfica B, não lhe dá direito a dar duas valentes "pancadas" nos defesas barreirenses que passaram completamente impunes e que deixaram a sangrar o jovem Paulo Matos.

Para além disto, aos 94 minutos, o árbitro alentejano conseguiu expulsar, com vermelho direto, Ricardo Bulhão numa atitude claramente em prejuízo da equipa barreirense que acabou por conseguir sair deste jogo sem perder e com metade da equipa "amarelada." Só para se ter uma ideia do desespero barreirense, o técnico Pedro Duarte chegou a pedir ao capitão, Bailão, que fosse pedir explicações ao árbitro do que se estava a passar e este fez um gesto de que nem valia a pena...
Depois disto, falar do jogo torna-se secundário, mas dizer que o Barreirense até começou bem com dois bons cruzamentos de Ruben Guerreiro (7´) com finalização de David Pinto ao lado, e aos 16 minutos, com um cabeceamento muito perigoso de Bailão, a rasar o poste.
Numa falha de Nuno Afonso (17´), o Louletano podia ter marcado com Martin a rematar para defesa de Kaká e na recarga, Ulisses, chutou contra a defesa barreirense.
Até ao intervalo, dois remates, um para cada lado com Ruben Guerreiro (36´) a rematar ao lado e Renan (43´) num livre a atirar sobre a barra.
Numa 2ª parte ainda mais condicionada pela arbitragem do que na 1ª parte, o Louletano teve maior posse de bola, mas apenas em três ocasiões a baliza de Kaká esteve, de alguma forma, em perigo. Logo no reatamento, um remate traiçoeiro com a bola a bater à frente do guardião barreirense (46´) terminou com o desvio para canto. Caleb (67´) também tentou o remate mas Kaká opôs-se com os pés e finalmente Juan San Martin (89´) com um remate de longe, proporcionou uma boa defesa de Kaká para canto.
O Barreirense teve maior dificuldade nos segundos 45 minutos, diga-se, mas entregou-se à luta até ao ultimo momento mostrando que estava ali para não deixar que o Louletano nem as intenções do árbitro de Beja superassem a vontade barreirense em pontuar. Mesmo assim, Bailão (47´) esteve perto do poder ser feliz mas o seu remate saiu às malhas laterais. Numa arrancada de Ruben Guerreiro (86´) pela esquerda o seu cruzamento saiu com perigo mas ninguém chegou para o desvio final.
 
Ficha do jogo:

Campo: Verderena
Piso: Relvado Sintético
Árbitro: Ricardo Diogo (Beja)
Árbitros Auxiliares: Luis Lameira e Filipe Mestre 
Tempo: Chuva

Barreirense: Kaká; Paulo Matos, Nuno Afonso, Janita, Ricardo Bulhão, Crisanto, Duane, Hristo, David Pinto, Rúben Guerreiro e Bailão (c)

Suplentes: Kevin, Walnei, Tabaluxa, David Maside, Mauro, Nelson Torres e Lucas (junior)

Substituções: Duane por Lucas (71´), Hristo por Nelson Torres (75´) e Crisanto por David Maside (90´)
Cartões amarelos: Nuno Afonso (10´), Duane (57´), Paulo Matos (62´), Hristo (70´) e Ruben Guerreiro (81´)
Cartão Vermelho: Ricardo Bulhão (90´+4´ direto)

Treinador: Pedro Duarte
Treinador-Adjunto: Paulo Filipe

Louletano: Bruno Lúcio; Guilherme Morais, Renan, Vila, Costinha, Caleb, Bruno Cordeiro (c), Juan San Martin, Garrach, Fausto e Ulisses

Suplentes: João Santos; Fábio Justino, Chiquinho, Raul Carminho, Rodrigo Vilela, Joabson e Yaya

Substituições: Guilherme Morais por Chiquinho (72´), Garrach por Raul Carminho (81´) e Caleb por Joabson (90´+2´)
Cartões amarelos: Guilherme Morais (68´) e Caleb (82´) 

Treinador: Ivo Soares
Treinador-Adjunto: João Pedro Brás

 

Próximos eventos

quarta-feira, 05 outubro 2022 - 15:00 -16:45 : FCB - Paio Pires (Seniores)
quarta-feira, 05 outubro 2022 - 17:00 -18:30 : FCB - Nacional (Seniores)
sábado, 08 outubro 2022 - 10:00 -11:30 : D.João I - FCB (Iniciados)
sábado, 08 outubro 2022 - 10:30 -11:45 : Fonte Prata - FCB(B) (Sub-12)
sábado, 08 outubro 2022 - 10:30 -11:45 : FCB - Sesimbra (Sub-13 Fut 9)
sábado, 08 outubro 2022 - 10:30 -11:45 : Desp.Fabril - FCB (Sub-12)
sábado, 08 outubro 2022 - 15:00 -16:45 : Portimonense - FCB (Sub-19)

Últimos comentários

  • Carlos Matos
    Exibição pobre para mim que ...

    Ler mais...

     
  • Rui G
    Qual 1904... até isso roubaram....

    Ler mais...

     
  • Jose
    Apenas um relato de um roubo, muito ...

    Ler mais...

     
  • Paulo S
    Uma vez corruptos, corruptos ...

    Ler mais...

Siga-nos no...

RSS youtube facebook twitter

Contactos - www.fcbarreirense.com