38ª Jornada, II B Zona Sul, Barreirense - 2 U. Micaelense - 1

CAMPEÕES, CAMPEÕES, nós somos CAMPEÕES

Finalmente campeões, foi este o sentimento de todos os adeptos barreirenses que praticamente encheram o D.Manuel de Mello, após um campeonato de grande dificuldade e sofrimento, num ambiente de grande euforia em que é difícil arranjar palavras para descrever o que se viveu ontem.
Toda aquela alegria no final do jogo, mostra realmente a dimensão deste clube, que somos um clube com uma mística muito própria, onde merecemos estar em patamares muito mais altos do futebol português.  

Deste o tratador da relva, passando pelo departamento médico, dirigentes, treinadores e claro aos adeptos, esta subida foi o corolário de um trabalho em que todos tiveram o sua quota parte do mérito, cada um na sua função, fazendo acordar este "gigante adormecido" do nosso distrito. Partindo para o jogo mais importante dos últimos anos, o Barreirense, para não estar à espera de resultados de terceiros, teria que vencer o jogo e foi com esse intuito que os jogadores alvi-rubros entraram em campo, apoiados por uma plateia que empurrou a equipa para a 2ªliga.
Daúto, vindo de três empates caseiros, optou por colocar uma equipa ainda mais ofensiva, com Varela e Milton na frente de ataque, recebendo o apoio do tridente do meio-campo, composto por Moreno, no apoio aos pontas-de-lança e Saavedra e Paulo Vieira que descaíam para as alas na tentativa de surpreender a defensiva açoriana através de cruzamentos para a dupla atacante.

No entanto, estes ambientes também podem afectar as equipas com maior responsabilidade e foi isso que aconteceu nos primeiros minutos de jogo, com os jogadores barreirenses algo ansiosos, e num lance em que Vitinha oferece a bola aos açorianos, Paulo Sérgio rematou ao lado, num aviso que do U.Micaelense não estava ali para prestar vassalagem.
Pouco depois, num canto directo, Tiago Silva levou a bola à quina da baliza de Paulo Silva, mas na contra-resposta Moreno teve o golo nos pés, embora o remate tenha saído ao lado.
O Barreirense, apesar de não criar grandes ocasiões, jogava bom futebol, com boas desmarcações, rapidez, futebol rente ao relvado, mas faltava sempre o último toque, toque esse que veio da cabeça de Milton aos 33 minutos, que provocou a explosão de alegria nas bancadas. Grande jogada de combinação entre Varela e Saavedra, este coloca em profundidade para Milton que se antecipa a Raul Pina, não conseguindo, o ex-Pinhalnovense, impedir que a bola se anichasse na sua baliza.

Estava feito o mais difícil e o Barreirense conseguia acalmar um pouco os corações alvi-rubros.
Mesmo assim o União nunca desistiu e tentou sempre responder ao melhor futebol dos anfitriões, mas após uma grande defesa de Raul Pina, no minuto 45 surgiu o segundo golo. Angel cobra um canto curto com Marco, este cruza com conta, peso e medida para a cabeça de Pedro Nunes na pequena-área provocar a verdadeira loucura no D.Manuel de Mello.
Com dois golos de vantagem, os jogadores saíram para o intervalo ao som de "campeões, campeões nós somos campeões", mas ainda faltava 45 minutos.
Com três oportunidades, nos primeiros 5 minutos da 2ªparte, o jogo só não ficou resolvido porque Raul Pina não deixou, e o certo é que pouco depois o União chegou ao golo e relançou a dúvida no desfecho final. Livre na direita do ataque açoriano e Dany, de cabeça, reduziu o marcador para a diferença mínima.
O União, jogava agora com apenas três defesas, e tentava controlar o jogo na esperança de aproveitar alguma desatenção do último reduto barreirense, mas foram os homens de Daúto Faquirá que por várias vezes estiveram perto de acabar com o sofrimento.

Os minutos finais foram absolutamente impróprios para cardíacos, com os adeptos barreirenses desesperados para que o árbitro lisboeta, Hugo Miguel, acabasse com o jogo, e quando isso aconteceu deu-se uma invasão pacífica do relvado com os jogadores a chegarem aos balneários em trajes menores.
Pedro Duarte, o nosso capitão, foi dos últimos a conseguir abandonar o relvado lavado em lágrimas. O último foi mesmo o técnico Daúto Faquirá, que recebeu as felicitações de toda a gente.
Era o inicio dos festejos nos balneários, em que o site não oficial teve o direito de testemunhar toda a festa que por lá passou...

Ficha do Jogo:
 
Estádio D. Manuel de Melo no Barreiro
Árbitro: Hugo Miguel (Lisboa)
 
Barreirense: Paulo Silva; Vitinha, Pedro Nunes, Sérgio Brás e Angel; Marco; Paulo Vieira, Saavedra (Marco Bicho, 72') e Moreno; Varela (Mauro, 72') e Milton (Moreira, 82').
Treinador: Daúto Faquirá
Marcadores: Milton (32') e Pedro Nunes(44')
 
U.Micaelense: Raul Pina; Luis Soares (Dany, 45'), Anky, Hugo Coelho e Duarte; Ferreira, Rui Costa (Carlos Andrade, 45'), Franklim e Paulo Sérgio (João, 82'); Tiago Silva e Rui Romicha.
Treinador: Isidro Beato
Marcadores: Dany (54')

Ao  intervalo: 2-0.


Aqui vos deixamos o filme dos 90 minutos:

10'- remate de Varela, descaída na esquerda, ao lado
11'- Vitinha perde a bola para no seu meio campo, a bola sobra para Paulo Sérgio, que remata cruzado, com perigo, ao lado
21'- canto directo de Tiago Silva à quina da barra de Paulo Silva
22'- Saavedra combina com Milton, este dá a Moreno que remata forte mas ao lado
27'- Angel, apanha a sobra e de fora-da-área, remata por cima
33'- Golo 1-0 (Milton)
42'- canto do lado direito do ataque açoriano, a bola sobra para Ferreira que chuta contra a defesa do Barreirense indo a bola para canto. No seguimento do canto, Hugo Coelho atira por cima, em boa posição
45'+1'- grande remate de Marco, grande defesa de Raul Pina
45'+2'- Golo 2-0 (Pedro Nunes)
47'- Moreno ganha a sobra, e remata para grande defesa de Raul Pina
49'- Angel, num livre, coloca a bola na cabeça de Varela que atira para nova defesa de Raul Pina
51'- canto de Marco e Sérgio Brás ao primeiro poste a desviar de cabeça ligeiramente por cima
55'- Golo 2-1 (Dany)
60'- livre de Marco, rematando em arco, com a bola a tirar tinta ao poste da baliza de Raul Pina
65'- jogada de entendimento entre Marco e Saavedra, com este último, isolado, a não conseguir desfeitear Raul Pina
68'- Saavedra e Varela substituídos por Marco Bicho e Mauro, respectivamente
69'- Paulo Vieira dá a Marco Bicho que coloca na velocidade de Angel mas Raul Pina chega primeiro e alivia contra o mesmo Angel, saindo a bola ligeiramente ao lado
72'- remate forte de Mauro, após ganhar o ressalto à entrada da área, mas a bola sai ao lado
83'- Milton substituído por Moreira
90'- BARREIRENSE CAMPEÃO - 2ªDIVISÃO B - ZONA SUL - ÉPOCA 2004/2005

Nas cabines:

Daúto Faquirá (treinador do F.C.Barreirense):
"Era o confronto da época e os jogadores tornaram possível este sonho.
Penso que somos uns justos vencedores, pois fomos os que tivemos mais tempo em primeiro lugar.
Hoje viu-se bem a força deste clube, eu queria, assim que acabasse o jogo vir dar os parabéns aos jogadores mas só consegui sair do relvado 15 minutos depois.
Nunca tinha passado por uma situação destas, é fantástico, agora vamos festejar a vitória."

Luis Queiroz (trenador adjunto do F.C.Barreirense):
"Provámos ser a melhor equipa, durante o campeonato que foi extremamente difícil.
Quero cumprimentar o Pinhalnovense, que foi um adversário à altura e que nos criou muitos problemas.
É uma sensação maravilhosa, esta terra merecia isto pois à 15 anos que esperava pelo regresso à liga de honra.
Precisávamos de um empurrão para a vitória, que nos foi dado pela massa adepta, da qual quero dedicar a ela e claro ao grupo de trabalho."

Pedro Duarte (melhor marcador do F.C.Barreirense):
"Não tenho palavras para descrever o que estou a sentir, é espectacular.
Espero que, para o ano, o Barreirense consiga o que pretende e desejo muitas felicidades a todos os jogadores e resto do pessoal que trabalharam connosco pois todos merecemos este título.
Tenho o Barreirense no coração mas vamos ver se irei continuar, não depende só de mim."


Moreno (médio-ala do F.C.Barreirense):
"Se há equipa que mereceu este campeonato, essa equipa é a nossa, pois demonstrámos que fomos os melhores.
Os adeptos merecem isto pois apoiaram-nos constantemente.
É um título de todos nós.
Foi complicado mas assim sabe melhor."



Saavedra (médio-ofensivo do F.C.Barreirense):
"Foi muito complicado mas assim as coisas sabem melhor.
Conseguimos mostrar todo o nosso valor, e realmente é uma sensação muito boa.
Para o ano fico no Barreirense."

 

 

Rui Varela (ponta-de-lança do F.C.Barreirense):
"É uma alegria enorme.
Tentei ajudar a equipa a ser campeã com muita entrega, embora tenha sido muito difícil mas está feito e logo no meu primeiro ano cá.
Para o ano vamos tentar fazer o melhor possível."

 


Pedro Cardoso (guarda-redes do F.C.Barreirense):
"É uma grande felicidade, uma grande euforia.
Foi um campeonato muito complicado mas é nosso e para o ano estaremos na 2ªliga que é o que realmente conta."

 

 


Isidro Beato (treinador do U.Micaelense):
"Não faz sentido nenhum vir com 51 pontos e estando a meio da tabela de correr o risco de descer de divisão.
Felizmente conseguimos a manutenção.
Parabéns ao Barreirense."

Fotos do jogo >>>

Próximos eventos

sábado, 08 junho 2024 - 10:30 -11:45 : FCB: 9 - Comércio e Indústria: 0 (Sub-13 Fut9)
sábado, 08 junho 2024 - 11:45 -12:50 : FCB(B) - Vasco Gama Sines(B) (Sub-11)
domingo, 09 junho 2024 - 11:00 -12:35 : V.Setúbal: 2 - FCB: 0 (Sub-15)
domingo, 09 junho 2024 - 16:00 -17:30 : FCB: 2 - Quinta Lombos: 4 (Sub-15)
domingo, 16 junho 2024 - 11:00 -12:35 : Louletano: 0 - FCB: 2 (Sub-15)
sábado, 22 junho 2024 - 09:00 -10:30 : FCB: 5 - Pedra Mourinha: 1 (Sub-15)
domingo, 23 junho 2024 - 09:00 -10:30 : Jardim Amoreira - FCB (Sub-15)

Últimos comentários

  • Carlos Matos
    Exibição pobre para mim que ...

    Ler mais...

     
  • Rui G
    Qual 1904... até isso roubaram....

    Ler mais...

     
  • Jose
    Apenas um relato de um roubo, muito ...

    Ler mais...

     
  • Paulo S
    Uma vez corruptos, corruptos ...

    Ler mais...

Siga-nos no...

RSS youtube facebook twitter

Contactos - www.fcbarreirense.com