Barreirense-Ovarense, 100-113: Joffre Lleal «matador» em duelo alucinante

VAREIROS APURAM-SE PARA A «FINAL FOUR» DA TAÇA
A OVARENSE foi obrigada a usar todos os seus (fortes) argumentos para levar de vencida (113-100) e eliminar o Barreirense nos quartos-de-final da Taça de Portugal, numa contenda marcada por uma incrível vertigem ofensiva, provocada, basicamente, pela extrema agressividade revelada pela turma do Barreiro, a qual, consciente dos seus menores recursos técnicos e físicos, tudo tentou para que o jogo se desenrolasse sempre num ritmo de "loucos", extremamente elevado.
Barreirense-Ovarense, 100-113: Joffre Lleal «matador» em duelo alucinante


E é disto que o povo gosta, de espectáculo e bolas dentro do cesto. Mas a defesa também é uma componente importante de um jogo de basquetebol.

E terça-feira os campeões nacionais tiveram a felicidade de contarem com um Joffre Lleal endiabrado, sendo não só o melhor marcador (34 pontos), como o MVP da partida.

Sempre que o colectivo "abanou" lá surgia o "matador" catalão com os seus triplos letais (converteu seis) e as suas imparáveis arrancadas para o contra-ataque, quase sempre bem gizadas e concretizadas.

O problema era a defesa e, nesse aspecto, as duas equipas deixaram muito a desejar, como tão bem sintetizou o técnico vareiro, Jorge Araújo, no final do embate. "Só foi uma boa partida de basquetebol se a enquadrarmos na ideia do espectáculo, dos pontos concretizados. Ninguém defendeu. O que importa reter é que ganhámos", disse.

Barreirense nunca desiste

"Obrigámos a Ovarense a usar todos os seus melhores argumentos e nunca desistimos de lutar pela vitória", referiu Francisco Cabrita, técnico do Barreirense, que se manifestou insatisfeito com o trabalho da dupla de arbitragem.

E se é verdade que o conjunto do Barreiro obrigou os vareiros a utilizarem todos os seus recursos, também é inquestionável que estes nunca perderam o controlo do jogo, não obstante os basquetebolistas da casa nunca tivessem desistido de lutar, apesar de privados do importante contributo do norte-americano Tyrone Brown, que fez uma entorse e não pôde alinhar durante a segunda parte.

Sob arbitragem da dupla José Araújo/Manuel Mendes, as equipas alinharam:

BARREIRENSE (100): L. Evans (18), T. Brown (16), A. Silva, E. Clark (13), L. Gorauskas (10), Gerson (25), J. Ramos (15), H. Loureiro (3) e D. Tito. Treinador: Francisco Cabrita.

OVARENSE (113): N. Manarte (4), J. Lleal (34), T. Adams (13), S. Ruminski (15), K. Hill (12), Manovic (9), M. Milisa (9), T. Kennedy (2), D. Berbois (15). Treinador: Jorge Araújo.

In "Record Online"

Imagens

Último vídeo

Próximos eventos

sábado, 08 junho 2024 - 10:30 -11:45 : FCB: 9 - Comércio e Indústria: 0 (Sub-13 Fut9)
sábado, 08 junho 2024 - 11:45 -12:50 : FCB(B) - Vasco Gama Sines(B) (Sub-11)
domingo, 09 junho 2024 - 11:00 -12:35 : V.Setúbal: 2 - FCB: 0 (Sub-15)
domingo, 09 junho 2024 - 16:00 -17:30 : FCB: 2 - Quinta Lombos: 4 (Sub-15)
domingo, 16 junho 2024 - 11:00 -12:35 : Louletano: 0 - FCB: 2 (Sub-15)
sábado, 22 junho 2024 - 09:00 -10:30 : FCB: 5 - Pedra Mourinha: 1 (Sub-15)
domingo, 23 junho 2024 - 09:00 -10:30 : Jardim Amoreira - FCB (Sub-15)

Últimos comentários

  • Carlos Matos
    Exibição pobre para mim que ...

    Ler mais...

     
  • Rui G
    Qual 1904... até isso roubaram....

    Ler mais...

     
  • Jose
    Apenas um relato de um roubo, muito ...

    Ler mais...

     
  • Paulo S
    Uma vez corruptos, corruptos ...

    Ler mais...

Siga-nos no...

RSS youtube facebook twitter

Contactos - www.fcbarreirense.com