Iniciados A, jogos amigaveis realizados no Domingo dia 2 Setembro

Foto:Iniciados AF.C.Barreirense 4-0 C.D.Cova da Piedade
Primeiro jogo do dia, primeira vitória
Foi na manhã do passado Domingo que os Iniciados A do Barreirense fizeram o primeiro de dois jogos que iriam realizar neste dia. Teoricamente, este seria um jogo mais acessível, pois a Cova da Piedade militará na 1ª Distrital de Iniciados da AFS e tem menos tempo de preparação que os nossos pupilos. Mas engane-se de quem achar que este seria um encontro fácil. Aliás, ficamos com a clara sensação que esta equipa poderia lutar contra algumas equipas da Nacional e também ficamos com a certeza que andará a lutar pela subida de divisão nesta época que se avizinha.

 

Começando pela 1ª parte, o Barreirense nem entrou muito bem na partida e os primeiros 15 min foram de maior ascendente da equipa visitante. A partir daí, com mais circulação e posse de bola, os jovens alvi-rubros nunca mais largaram o comando das operações do jogo. Aos 20 min, Carlos Carvalho desperdiçou uma grande penalidade (no nosso entender, mal assinalada), mas nem por isso desanimou e continuo na contenda em bom plano. Com o maior domínio dos da casa, as oportunidades iam surgindo, e ao cair do pano do primeiro tempo, Álvaro Amado estabelecia a justiça no marcador, fazendo o 1-0 num remate rasteiro e cruzado sem hipóteses. Na 2ª parte, o Barreirense continuou numa toada forte, mostrando já bons índices físicos neste início de temporada, fruto do trabalho deste longo e árduo mês, e galvanizou-se de tal modo que em menos de 10 minutos, os visitados marcariam três golos, aos 54, 57 e 60 min, num bis de Igor Cabral e num tento de Pedro Silva. Final do jogo, 4-0 final, num resultado justo e num bom teste numa manhã extremamente quente. Nota para a arbitragem, que para além do lance duvidoso a favor do Barreirense, fez uma óptima arbitragem no Campo da Verderena.

 

S.L.Benfica b 1-2 F.C.Barreirense
Segundo jogo do dia, nova vitória


Depois de uma vitória bem conseguida na parte da manhã, pelo caminho, existiu um óptimo almoço de convívio, reconfortante e agradável, de forma a que os nossos atletas tivessem um merecido descanso. Este seria o último teste à séria antes de começar o Campeonato Nacional no próximo Domingo, fora, frente ao G.C.Corroios. Teoricamente, perspectivando os dois encontros do dia. este seria o teste mais complicado. Os mais cépticos poderão questionar o porquê de tal afirmação convicta, pois estaríamos a jogar com uma equipa mais nova. Pois bem, a explicação é a seguinte: esta mesmo equipa tinha conseguido derrotar duas equipas do Nacional na última semana (U.Leiria e Ginásio de Alcobaça), ambos com chapa quatro.  Indo à realidade dos factos da partida, o Benfica entrou melhor. Muitas jogadas pelos corredores laterais criavam algum perigo na área alvi-rubra, sempre bem resolvidos pela defensiva barreirense. Os visitantes, apesar de tudo, não deixavam de tentar impor o seu futebol, mas com algumas precipitações, o resultado do futebol jogado nem sempre era o melhor. Por isso, os encarnados num livre frontal, muito próximo da linha da grande área, inauguraram o marcador num forte remate, à passagem do minuto 28. Final da primeira parte e os visitados partiam em vantagem.

 

E, de certa forma, o golo do Benfica e a palestra do intervalo, motivaram os Barreirenses. Uma entrada na segunda parte muito bem conseguida e com a lição aprendida do primeiro tempo, os jovens alvi-rubros quebraram as linhas de passe da primeira fase de construção encarnada. Enorme golpe para os benfiquistas, pois a partir deste momento passámos a ver o central da equipa contrária a jogar comprido, sem grande nexo. E resultado efectivo disso mesmo, foi o golo de canto por parte de André Rocha, num bom preenchimento da área, aproveitando uma bola perdida. Estava refeita a igualdade. A partir daqui o jogo, diga-se, não foi o mais bonito. Mas diga-se também, foi extremamente eficaz, pois à passagem do minuto 57, Raul Junior daria a volta ao marcador, novamente num canto. E quando esperávamos que a reacção dos da casa fosse diferente, foi um engano da nossa parte. O jogo continuou a ser o mesmo, bola batida pelo central e a linha defensiva Barreirense a limpar. Nota apenas para uma oportunidade ao final do jogo, num remate do meio da rua, defendido muito bem por Gonçalo Marinheiro. Final do jogo, segunda vitória do dia, em que houve muito mérito por parte dos nossos jovens. Arbitragem competente


Equipa Barreirense: Raul Junior, Ricardo Ramos, Tomás Melo, Tiago Fortuna, Martim Mira, Carlos Carvalho, Pedro Barbosa, Igor Cabral, Pedro Silva, Filipe Brizida, Elton Cabral, Diogo Brito, Tiago Miranda, Gonçalo Marinheiro, Bruno Cecilio, Frederico Silva, Gonçalo Silva, Álvaro Amado, Gonçalo Silva, Filipe Lucas
Equipa Técnica: Luis Silva (T.Prin), Bruno Esteves (T.Adj) e Gonçalo Lopes (T.GR)
Directores: António Brizida e Paulo Nunes

Imagens

Último vídeo

Próximos eventos

sábado, 01 junho 2024 - 09:00 -10:15 : Olimp.Montijo - FCB (Sub-13 Fut9)
sábado, 01 junho 2024 - 09:00 -10:05 : FCB - Charneca Caparica (Sub-10)
sábado, 01 junho 2024 - 10:30 -11:35 : FCB - V.Setúbal (Sub-11)
sábado, 01 junho 2024 - 11:45 -12:50 : Seixal 1925 - FCB(B) (Sub-11)
sábado, 01 junho 2024 - 11:45 -13:00 : FCB - V.Setúbal (Sub-12)
domingo, 02 junho 2024 - 11:00 -12:35 : Estoril - FCB (Sub-15)
domingo, 02 junho 2024 - 11:00 -12:45 : Portimonense - FCB (Sub-17)

Últimos comentários

  • Carlos Matos
    Exibição pobre para mim que ...

    Ler mais...

     
  • Rui G
    Qual 1904... até isso roubaram....

    Ler mais...

     
  • Jose
    Apenas um relato de um roubo, muito ...

    Ler mais...

     
  • Paulo S
    Uma vez corruptos, corruptos ...

    Ler mais...

Siga-nos no...

RSS youtube facebook twitter

Contactos - www.fcbarreirense.com