12ª Jornada - 1ª fase, CNS, Série H, Pinhalnovense - 1 x Barreirense - 1

20151206_pinhalnovense_barreirenseSaber sofrer também é uma virtude

 
O Barreirense foi a Pinhal Novo conquistar mais um importante ponto na sua luta pela melhor classificação possível nesta 1ª fase da prova.
Pela frente tinha um adversário que pelo seu posicionamento na tabela classificativa só por desconhecimento é que se podia prever que seria um jogo mais acessível, pois esta equipa do Pinhalnovense já não é a mesma que jogou na Verderena, pois mesmo não contando com Bruno Severino, Tininho ou Mauro Bastos, trabalha agora com Ricardo Andrade, Janício e Neca tudo jogadores com larga experiência na 1ª Liga do futebol português.
Excelente entrada em jogo da nossa equipa, com os processos bem definidos, tanto defensiva como ofensivamente a equipa barreirense podia ter chegado ao golo logo à passagem do terceiro minuto após um cruzamento de Ricardo Bulhão desviado, ao 1º poste, de cabeça, por Rúben Guerreiro que proporcionou uma grande defesa do ex-guarda redes do Moreirense, Ricardo Andrade.

Aos poucos a equipa da casa foi assentando o seu jogo e começou a ter mais posse de bola. Começou a colocar mais dificuldades ao setor intermédio do Barreirense e aos 11 minutos, Bruno Grou deu o primeiro sinal de perigo ao rematar ao lado após assistência de Rúben Fidalgo.
Apesar do maior domínio caseiro, os lances perigosos foram nulos até à passagem do minuto 38, momento em que Neca aproveitou um desequilíbrio na esquerda da defesa barreirense e cruzando atrasado para o coração da área, colocou em boas condições para o pé direito de Hugo Figueiras que bateu Kaká.
Foi o mesmo Neca que na saída para o intervalo colocou Kaká em apuros num livre em zona frontal, em que o guardião barreirense fez uma excelente defesa.
A 2ª parte começa de forma idêntica à primeira com uma boa oportunidade para o Barreirense marcar num livre de Nelson Torres que passou perto da baliza pinhalnovense, no entanto, foi novamente Neca a estar em foco desta vez pela negativa, aos 52 minutos, ao falhar de forma incrível um golo feito onde só com Kaká pela frente chutou ao lado, após assistência de Rúben Fidalgo.
Não marcou o Pinhalnovense, marcou o Barreirense numa grande arrancada de David Maside, passando entre o lateral e o central de Pinhal Novo, acabando por ser derrubado por Janício na grande área. David Pinto assumiu a responsabilidade da marcação da grande penalidade e fez de forma competente e ao nível do habitual marcador, Bailão, o golo do empate. 
O 1:1 no marcador fez bem ao jogo que entrou na sua parte mais empolgante, com o Pinhal Novo a tentar regressar à vantagem no marcador e o Barreirense a tentar aproveitar o balanceamento ofensivo do adversário. 
Foi o momento da equipa alvi-rubra apelar ao espírito de sacrifício e ver o Pinhalnovense provocar alguns calafrios, após colocar Neca atrás do avançado-centro Mateus Fonseca, acabado de entrar. Foi o jogador nº 23 que aproveitou uma falha do central Nuno Afonso, aos 76 minutos, para se isolar e quando se preparava para rematar viu o esforço do mesmo Nuno Afonso tirar-lhe o pão da boca.
Cinco minutos depois, cruzamento do lado direito do ataque caseiro e o mesmo Mateus Fonseca, solto de marcação a cabecear com muito perigo com a bola a passar a milímetros da barra.
Passaram mais uns minutos e desta vez foi Gonçalo Cruz a colocar em João Diogo que testou a atenção de Kaká (88´) para, finalmente, um desvio de Seidi após livre de Neca, sair perto da baliza de Kaká.
No último lance do jogo foi o Barreirense que podia ter chegado à vitória quando Carlos André arranjou força para ir à área cruzar para a "peitaça" de Amadeu, que dominou e rematou com força fazendo a bola passar juntinho à barra de Ricardo Andrade, que estava completamente batido.
 
Ficha do jogo:
 
Campo: de Jogos Santos Jorge, no Pinhal Novo
Piso: Sintético
Árbitro: José Gorjão (Setúbal) 
Árbitros Auxiliares: Miguel Figueiredo e Miguel Jacob
Tempo: Muito nublado  
   
Pinhalnovense:
 Ricardo Andrade; Janício, Alain Pilar (c), Liu Yuming, Gonçalo Cruz, Zaza, João Diogo, Neca, Hugo Figueiras, Bruno Grou e Rúben Fidalgo
      
Suplentes: Iuri; Seidi, Bernardo, Zang, Chen Kerui, Mateus Fonseca e Jiajum
 
Substituições: Zaza por Seidi (60´), Hugo Figueiras por Mateus Fonseca (71´) e Rúben Fidalgo por Chen Kerui (87´)
Cartões Amarelos: Neca (36´), Janício (54´), Zaza (57´), João Diogo (68´) e Alain Pilar (90´+2)
Marcador: Hugo Figueiras (38´)
      
Treinador: Pedro Mendes (Paulinho)
Treinador-Adjunto: Tiago Teixeira
      
Barreirense: Kaká; Carlos André, Nuno Afonso, Carlos Jesus, Ricardo Bulhão, Crisanto (c), David Maside, David Pinto, Nelson Torres, Rúben Guerreiro e Amadeu 
    
Suplentes: Kevin; Janita, Walney, Rafael Almeida, João Nuno, Mauro e Rui Capitão-Mor 
      
Substituições: David Pinto por João Nuno (79´) e Nelson Torres por Mauro (90´+5´)
Cartões Amarelos: Carlos Jesus (57´), Kaká (67´) e Ricardo Bulhão (89´)
Marcador: David Pinto (55´ de g.p.)
      
Treinador: Pedro Duarte
Treinador-Adjunto: Paulo Filipe 

 

Próximos eventos

sábado, 03 dezembro 2022 - 09:00 -10:05 : FCB - Ídolos Praça (Iniciadas Femininas)
sábado, 03 dezembro 2022 - 09:30 -10:35 : Quinta Conde - FCB (Sub-11)
sábado, 03 dezembro 2022 - 09:30 -10:45 : Lagameças - FCB (Sub-12)
sábado, 03 dezembro 2022 - 10:30 -11:45 : FCB - Paio Pires (Sub-13 Fut 7)
sábado, 03 dezembro 2022 - 10:30 -11:45 : FCB - V.Setúbal(B) (Sub-13 Fut9)
sábado, 03 dezembro 2022 - 11:00 -12:25 : Futebol Benfica - FCB (Sub-19 Femininos)
sábado, 03 dezembro 2022 - 11:00 -12:05 : Quinta Conde(B) - FCB(B) (Sub-11)

Últimos comentários

  • Carlos Matos
    Exibição pobre para mim que ...

    Ler mais...

     
  • Rui G
    Qual 1904... até isso roubaram....

    Ler mais...

     
  • Jose
    Apenas um relato de um roubo, muito ...

    Ler mais...

     
  • Paulo S
    Uma vez corruptos, corruptos ...

    Ler mais...

Siga-nos no...

RSS youtube facebook twitter

Contactos - www.fcbarreirense.com