18ª Jornada - 1ª fase, CNS, Série H, Barreirense - 0 x Cova da Piedade - 2

20160123barreirense_cova_piedadePerder assim custa mais do que não ser apurado
 
O Barreirense terminou a 1ª Fase do campeonato de Portugal Prio no 4º lugar com 25 pontos após a derrota caseira, por 0:2, frente ao vencedor da série H, o Cova da Piedade.
Sabendo que não dependia só de si para alcançar o apuramento, aos alvi-rubros restava fazer a sua parte, ou seja, vencer os três pontos em jogo. E não foi por falta de oportunidades que tal não sucedeu, pois hoje podíamos ainda lá estar a esta hora que não conseguiríamos marcar.
E foi desde muito cedo que a baliza de Gonçalo começou a sentir calafrios: minuto 6, remate de Bailão a rasar a barra e minuto 7, Amadeu isola-se e permite a defesa do guarda-redes visitante.

O Cova da Piedade tentava pausar o jogo sempre com Marco Bicho como organizador da equipa mas isso não chegava para impedir que aos 14 minutos, numa boa jogada pela lado direito, o Barreirense ficasse em superioridade numérica, 3 para 2, mas Bailão não consegue servir Amadeu nas melhores condições e permite o corte do defesa visitante.
Só passou mais 2 minutos e desta vez é Rúben Guerreiro que cabeceia muito perto da barra um canto de David Pinto.
Aos 21 minutos, finalmente o primeiro sinal da equipa da Piedade com Godinho a servir Carlos Alves e este a rematar, com perigo, para defesa de Kaká.
O Barreirense voltou à carga num cabeceamento de Carlos Jesus, em boa posição mas a bola bateu no chão e passou sobre a barra (25´), até que surge a melhor situação para os visitantes quando Caramelo cabeceou para uma defesa atenta de Kaká junto ao chão. No entanto, uma infantilidade de Caramelo, ao retardar um lançamento lateral a favor do Barreirense, "obrigou" o árbitro a dar-lhe o 2ºamarelo e o consequente vermelho (38´).
A jogar com menos um jogador, o Piedade recolhe as linhas, mas numa situação de livre a meio do meio campo, Carlos Alves coloca na área e Marco Bicho cabeceia para o golo, aos 44 minutos. No minuto seguinte, o Barreirense tem tudo para empatar quando Amadeu isola-se, tem tempo para tudo até para assistir a entrada de Nelson Torres que atira ao lado com a baliza aberta.
No início da 2ª parte é a vez dos papéis se trocarem com Amadeu a não conseguir chegar a tempo à assistência de Nelson Torres (46´), ele que pouco depois, tem mais uma perdida incrível quando Bulhão cruzou, o guarda-redes não segurou e Amadeu, ao rodar, chuta fraco com a baliza à sua mercê e a tempo do corte de Liu Yang sobre a linha de golo (53´).
Depois, foi o momento do tudo ou nada com o técnico barreirense, Pedro Duarte a colocar Patrick e Capitão-Mor em jogo retirando um dos centrais e um dos extremos mas tal como aconteceu com a expulsão de Caramelo, uma infantilidade de Rui Capitão-Mor voltou a colocar as equipas em igualdade numérica pois com apenas 4 minutos em campo agrediu um defesa contrário e foi expulso.
A partir deste momento, o jogo partiu por completo com o Barreirense a manter apenas três defesas e a arriscar o que tinha que arriscar. Por três momentos, o guarda-redes do Piedade negou outros tantos golos (livre de Bulhão, aos 75´, desvio de cabeça de Rúben Guerreiro, aos 81´ e Patrick de forma incrível, aos 90´+4´). Pelo meio, o Piedade, em especial por Godinho (remate à barra aos 79 minutos) também podia ter marcado e foi o que sucedeu aos 86 minutos após derrube de Kaká a Ceitil na grande área. Rúben Nunes enganou o guardião barreirense e fez o resultado final de 0:2, sem dúvida um desfecho extremamente injusto e que não demonstra o que se passou em campo.
 
Ficha do jogo:

Campo: Verderena
Piso: Relvado Sintético
Árbitro: André Narciso (Setúbal)
Árbitros Auxiliares: João Lisboa e António Traguedo
Tempo: Tarde amena

Barreirense: Kaká; Carlos André, Carlos Jesus, Walnei, Ricardo Bulhão, Crisanto, David Pinto, Rúben Guerreiro, Nelson Torres, Bailão (c) e Amadeu

Suplentes: Kevin; Nuno Afonso, Mauro, David Maside, João Nuno, Patrick e Rui Capitão-Mor

Substituições: Walnei e Nelson Torres por Rui Capitão-Mor e Patrick, respetivamente (58´) e Crisanto por João Nuno (69´)
Cartões amarelos: Nelson Torres (37´), Crisanto (51´), Bailão (59´) e Kaká (85´)
Cartão Vermelho: Rui Capitão-Mor (62´ direto)

Treinador: Pedro Duarte
Treinador-Adjunto: Paulo Filipe

Cova Piedade: Gonçalo; Ricardo Aires (c), Moreno, Carlos Alves, Godinho, Liu Yang, Caramelo, David Cardoso, Ceitil, Luis Dias e Marco Bicho
  
Suplentes: Rui Dabó; Dâmaso, João Santos, Rúben Nunes, Fábio Costa, Tiago Rente e Frederico

Substituições: Marco Bicho por Rúben Nunes (ao int.), Moreno por Tiago Rente (76´) e Godinho por João Santos (87´)
Cartões amarelos: Caramelo (25´e 38´) e Luis Dias (62´)
Cartão Vermelho: Caramelo (38´)
Marcadores: Marco Bicho (44´) e Rúben Nunes (86´de g.p.)

Treinador: Sérgio Bóris

 

Próximos eventos

quarta-feira, 17 abril 2024 - 21:30 -23:00 : Piedense - FCB (Sub-17)
sábado, 20 abril 2024 - 09:00 -10:15 : V.Setúbal - FCB (Sub-12)
sábado, 20 abril 2024 - 09:00 -10:15 : Pinhalnovense - FCB (Sub-13 Fut11)
sábado, 20 abril 2024 - 09:00 -10:25 : FCB - Esc.Fut.Setúbal (Sub-17 Femininos)
sábado, 20 abril 2024 - 10:30 -11:45 : FCB - Esc.Fut.Setúbal (Sub-15 Femininos)
sábado, 20 abril 2024 - 11:00 -12:05 : Charneca Caparica - FCB (Sub-10)
sábado, 20 abril 2024 - 11:45 -12:50 : Pinhalnovense(B) - FCB(B) (Sub-11)

Últimos comentários

  • Carlos Matos
    Exibição pobre para mim que ...

    Ler mais...

     
  • Rui G
    Qual 1904... até isso roubaram....

    Ler mais...

     
  • Jose
    Apenas um relato de um roubo, muito ...

    Ler mais...

     
  • Paulo S
    Uma vez corruptos, corruptos ...

    Ler mais...

Siga-nos no...

RSS youtube facebook twitter

Contactos - www.fcbarreirense.com