3ª Jornada - 2ª fase, CNS, Manut. Série H, Juventude de Évora - 1 x Barreirense - 2

20160228_juventude_evora_barreirenseO vento desta vez foi amigo... mas Bailão também

 
O Barreirense construiu em Évora uma almofada de cinco pontos para os lugares perigosos da tabela classificativa após um triunfo, por 1:2, frente ao Juventude local.
Mês e meio após o jogo da fase regular, no mesmo local, o Barreirense enfrentou o mesmo adversário e o mesmo interveniente meteorológico: o vento. De fato, a novidade foi mesmo o sol que ajudou a aquecer todos aqueles a que assistiram a um desafio que foi muito interessante, principalmente na 1ª parte onde ambos os conjuntos construíram oportunidades mais do que suficientes para se sair para o intervalo com um placard mais colorido.
Os locais entraram com a vontade de amealhar pontos para sair do último lugar que ocupam, já com o seu goleador, Sebastian, regressado de lesão. No entanto, foi Xande que aproveitou uma arrancada de Marquinhos pelo flanco direito, que primeiro colocou em sentido o guarda-redes Kaká, que teve que desviar para canto o cabeceamento do avançado contrário, logo aos 9 minutos. No seguimento do canto, novo calafrio com Octávio a rematar para nova defesa do guardião barreirense.

Os alvi-rubros começaram a soltar-se no terreno, a partir do quarto de hora de jogo, quando um erro defensivo local colocou Amadeu na cara do guarda-redes, mas a falhar o mais fácil, rematando fraco e para as mãos do guarda-redes Luis Marques.
Respondeu o Juventude num cabeceamento de Xande a cruzamento de Luis Tavares (17´) com a bola a sair um tudo nada ao lado, até que dois minutos depois, o Barreirense chega ao golo num livre junto à linha lateral apontado por Ricardo Bulhão em que o vento teve uma influência decisiva um pouco ao jeito do lance que havia dado a vitória aos locais no nosso jogo de 10 de Janeiro no mesmo local.
No minuto seguinte é Amadeu que tem nova oportunidade para marcar, após passe de Bailão, que isola o ponta-de-lança barreirense mas o remate de pé esquerdo encontra o corpo do guarda-redes eborense.
Neste momento, a equipa da casa já não conseguia apresentar os mesmos níveis de discernimento dos primeiros minutos e foi o Barreirense a ter mais dois lances até ao intervalo, para aumentar a vantagem, tal como foi o caso do minuto 35, num livre de Bulhão para desvio de cabeça de Ruben Guerreiro, com a bola a sair muito perto do poste direito da baliza do Juventude, e cinco minutos depois num lance em que Amadeu levou dois defesas consigo até à linha lateral e desmarcou Ruben Guerreiro, que em ótima posição, viu o guarda-redes Luis Marques fazer nova defesa. 
A 2ª parte começou com mais do mesmo, ou seja, tal como aconteceu em Vila Real de Santo António, com mais uma grande penalidade no mínimo duvidosa e não fomos só nós que o dissemos, já que para o próprio comentador da rádio local foi também dessa opinião. Sabastian enganou Kaká e aos 48 minutos restabeleceu a igualdade.
Cresceu ligeiramente a equipa local mas somente aos 56 minutos a baliza de Kaká voltou a estar em perigo, num livre de Djerman que o guardião barreirense defendeu.
Os alvi-rubros voltaram a emergir na partida a partir desse momento com Duane, Ruben Guerreiro, Bailão e Amadeu sempre muito mexidos na frente de ataque. Num dos lances em que Amadeu foi servido, aos 80 minutos, o ponta-de-lança barreirense atirou ao poste, a bola voltou para Amadeu que tocou para Bailão desviar de cabeça, para o fundo da baliza eborense, equipa que só nos descontos voltou a incomodar a bem organizada defesa alvi-rubra quando Farinha rematou cruzado, mas ao lado.
 
Ficha do jogo:
 
Campo: Sanches Miranda, em Évora
Piso: Relvado Natural
Árbitro: Pedro Sancho (Algarve) 
Árbitros Auxiliares: Diogo Gomes e João Tengarrinha
Tempo: Sol mas muito ventoso  
   
Juventude Évora:
 Luis Marques; Marquinhos, Octávio, Pedro Amendoeira (c), Ruben Freire, Luis Tavares, Luis Carapinha, Sebastian, Djerman, Xande e Ricardo Ramos
        
Suplentes: Rafael Santos; Sergio Teles, Farinha, André Largueiras, Wigor, Aldeano e Toninho
    
Substituições: Xande por Wigor (72´), Sebastian por Toninho (79´) e Ricardo Ramos por Farinha (83´)
Cartões Amarelos: Djerman (52´), Ricardo Ramos (54´) e Marquinhos (90´+2´)
Marcador: Sebastian (49´de g.p.)
        
Treinador: Jorge Vicente
Treinador-Adjunto: João Guerra
        
Barreirense: Kaká; Carlos André ((c) a partir dos 84´), Nuno Afonso, Janita, Ricardo Bulhão, Tabaluxa, Duane, Hristo, Bailão(c), Rúben Guerreiro e Amadeu 
      
Suplentes: Kevin; Walnei, David Maside, João Nuno, David Pinto, Nelson Torres e Lucas (junior) 
        
Substituições: Hristo por David Pinto (68´), Bailão por Nelson Torres (84´) e Duane por David Maside (89´)
Cartões Amarelos: Nuno Afonso (48´), Ruben Guerreiro (76´), Nelson Torres (90´) e David Maside (90´+4´)
Marcadores: Ricardo Bulhão (19´) e Bailão (80´)
         
Treinador: Pedro Duarte
Treinador-Adjunto: Paulo Filipe

Próximos eventos

sábado, 26 novembro 2022 - 09:00 -10:05 : FCB(B) - CRI (Sub-10)
sábado, 26 novembro 2022 - 09:30 -10:45 : Quinta Conde - FCB (Sub-13 Fut 7)
sábado, 26 novembro 2022 - 10:30 -11:35 : FCB - Seixal 1925(B) (Sub-11)
sábado, 26 novembro 2022 - 10:30 -11:45 : D.João I - FCB (Sub-13 Fut9)
sábado, 26 novembro 2022 - 11:00 -12:05 : Colégio Atlântico - FCB (Sub-10)
sábado, 26 novembro 2022 - 11:45 -12:50 : FCB(B) - Comércio e Indústria (Sub-11)
sábado, 26 novembro 2022 - 15:00 -16:45 : Portimonense - FCB (Seniores)

Últimos comentários

  • Carlos Matos
    Exibição pobre para mim que ...

    Ler mais...

     
  • Rui G
    Qual 1904... até isso roubaram....

    Ler mais...

     
  • Jose
    Apenas um relato de um roubo, muito ...

    Ler mais...

     
  • Paulo S
    Uma vez corruptos, corruptos ...

    Ler mais...

Siga-nos no...

RSS youtube facebook twitter

Contactos - www.fcbarreirense.com