5ª Jornada, 2ª Divisão, Série D, Rio Maior - 2 Barreirense - 0

Foto: Miguel Paixão e Nelson Moutinho pressionam RuasQuando os resultados não aparecem, tudo acontece

Dia de chuva, relvado escorregadio, muito vento, e apito inicial do jogo entre Rio Maior e Barreirense. Sai a equipa da casa com o esférico, pontapé longo que vai parar aos pés de Bruno Costa, este toca para o seu guarda-redes, João, que deixou bater à sua frente, a bola ganhou velocidade e Julinho antecipa-se e faz o 1-0, aos 12 segundos!!!. Ora para quem precisava de uma vitória para ganhar moral, entrar a perder desta maneira é difícil haver pior situação para enfrentar um jogo de futebol.

A equipa sentiu imenso este desastroso lance, e aos 14 minutos já perdia por 2-0, num remate rasteiro, forte, de Pina, que não deu chances a João. Chegou-se a temer o pior, já que Milá, pouco depois, só não marcou o terceiro porque falhou o remate. No entanto, as coisas acalmaram um pouco, e a meio da primeira parte, o Barreirense começou a assentar um pouco o seu jogo, de pé para pé, e num espaço de 5 minutos, António Alves teve duas belas ocasiões para marcar, ambas defendidas para a frente por Hugo Pinheiro, e ambas recargadas incrivelmente para fora, primeiro por Miguel Paixão e depois por Tó Mané. Quem não aproveita oportunidades destas, dificilmente pode ganhar, e a um minuto do intervalo, António Alves voltou a estar perto do golo, mas desta vez o mérito vai todo para o guarda-redes nº7 nas costas, Hugo Pinheiro. Pelo meio, o novo técnico barreirense havia tido a necessidade de mexer na equipa por lesão de Miguel Paixão, colocando mais um avançado, Sandro.

Foto: Canto a favor do Barreirense A 2ªparte teve um sentido único, o da baliza do Rio Maior que mais não fez do que viver dos juros conseguidos no 1ºtempo.
O Barreirense tentou mas não conseguiu, mas há que dizer que também a sorte não esteve, mais uma vez com os alvi-rubros. Em dois lances quase seguidos, o guarda-redes do Rio Maior, cortou as jogadas contra os avançados alvi-rubros mas a bola teimou em não seguir o caminho da baliza, passando em ambos os casos ligeiramente ao lado. Até a barra negou o golo a Marinho num grande pontapé aos 62 minutos.
Com o passar dos minutos e com o enorme desgaste provocado pelo campo pesado, pelo facto de ter que correr atrás do prejuízo e pelo facto de ter que ir buscar as bolas que saíam do rectângulo do jogo, já que não havia apanha-bolas, num campo com pista de tartan, o Barreirense foi decaindo fisicamente e a única nota de destaque vai apenas para um contra-ataque do Rio Maior, no minuto 90, onde esteve à vista o 3-0.
Arbitragem muito amarelada.

 

Ficha do jogo: 

Estádio: Municipal de Rio Maior
Árbitro: Luis Silva (Évora) Árbitros auxiliares: Gonçalo Bráulio e Manuel Quadrado

Rio Maior: Hugo Pinheiro, Miguel Piedade, Pina (Tiago Guerra aos 68´), Armando, Milá, Telmo (Edilson aos 74´), Miranda, Tamandaré, Julinho (Varela aos 60'), Ruas (cap) e Fredy

Treinador: João Sousa

Cartões amarelos: Pina, Milá, Telmo, Miranda e Ruas
Golos: Julinho aos 12 segundos e Pina aos 14´
Cantos: 2 (2+0)
Remates: 8 (6+2)

Barreirense: João; Rolo, Bruno Costa, Miguel Gama e Marinho; Miguel; Carioca (Pina ao intervalo), Nelson Moutinho (Carlitos aos 73) e Miguel Paixão (Sandro aos 33´); António Alves e Tó Mané

Treinador: Rui Fonseca

Cartões amarelos: Rolo, Marinho e Bruno Costa
Cantos: 3 (1+2)
Remates: 14 (7+7)

Ao intervalo: 2-0
Resultado final: 2-0



Filme do jogo:

12 segundos - Golo 1-0 (Julinho)
9´- canto de Telmo e Julinho a cabecear ao lado do poste esquerdo
14´- Golo 2-0 (Pina)
18´- balão para a área de João, este soca mal o esférico e a bola sobra para
Milá que com a baliza à sua mercê falha o remate e permite o corte de Miguel
Gama perto da linha de golo
19´- remate de António Alves, Hugo Pinheiro defende e na recarga Miguel
Paixão atira por cima
23´- novo remate de António Alves, de pé esquerdo, nova defesa de Hugo
Pinheiro para a frente e Tó Mané a fazer o mais difícil
27´- Nelson Moutinho entrega para o remate de António Alves, sobre a baliza
32´- remate de Telmo, fora-da-área e João a defender para canto
33´- Miguel Paixão substituído por Sandro
44´- cruzamento de Marinho para o desvio, de cabeça, de António Alves e
excelente defesa de Hugo Pinheiro para canto a negar o golo
ao intervalo - Carioca substituído por Pina
46´- remate de António Alves ao lado
50´- alívio de Hugo Pinheiro a pontapé, contra a cabeça de António Alves com
a bola a sair ligeiramente ao lado
54´- balão para a área do Rio Maior, Hugo Pinheiro soca a bola contra Sandro
e esta passa novamente muito perto do poste esquerdo
61´- remate, forte, de Pina (Barreirense), de fora-da-área para defesa a
punhos de Hugo Pinheiro
62´- livre de Marinho em zona frontal e bola na barra
63´- remate de Nelson Moutinho e nova defesa de Hugo Pinheiro
67´- tentativa de Nuno Rolo com desvio na defesa contrária para canto
73´- Nelson Moutinho substituído por Carlitos
90´- mau passe de Bruno Costa, Milá dá para Armando que isolado remata para
fora
90´+2´- livre de Pina (Barreirense) por cima
90´+4´- livre, na esquerda, para Miranda e defesa segura de João

Nas cabines:

João Sousa (treinador do Rio Maior):
"Fomos felizes no 1ºgolo e foi um grande tónico pois deu-nos tranquilidade.
Depois fizemos o 2º e tivemos hipóteses de marcar o 3º. Na 2ªparte tentámos aproveitar o adiantamento do adversário e fizemos um jogo inteligente na disposição em campo dos jogadores. Eles estão de parabéns.
Foi uma vitória justa mas à que reconhecer que o Barreirense não teve a felicidade do seu lado.
O Barreirense não merece estar no lugar em que está, mas também digo que vão terminar o campeonato nas cinco ou seis primeiras posições."

Rui Fonseca (treinador do F.C.Barreirense):

"Não foi a minha melhor estreia mas se pela derrota estou triste, estou muito satisfeito com o trabalho dos jogadores.
Entrámos a perder aos 12 segundos, o 2ºgolo não tardou, mas não baixámos os braços.
Não podemos viver dos ses, não marcámos mas melhores dias virão.
Vamos pensar no próximo jogo, pois não temos equipa nem praticamos um futebol para estar nos últimos lugares do campeonato.
Temos que continuar a acreditar pois ainda faltam muitos jogos e já houve ocasiões em que o Barreirense começou mal e acabou nos primeiros lugares.
Quero pedir aos sócios para apoiarem estes jogadores, em quem eu acredito muito."

Fotos do jogo >>>  

Próximos eventos

sábado, 26 novembro 2022 - 09:00 -10:05 : FCB(B) - CRI (Sub-10)
sábado, 26 novembro 2022 - 09:30 -10:45 : Quinta Conde - FCB (Sub-13 Fut 7)
sábado, 26 novembro 2022 - 10:30 -11:35 : FCB - Seixal 1925(B) (Sub-11)
sábado, 26 novembro 2022 - 10:30 -11:45 : D.João I - FCB (Sub-13 Fut9)
sábado, 26 novembro 2022 - 11:00 -12:05 : Colégio Atlântico - FCB (Sub-10)
sábado, 26 novembro 2022 - 11:45 -12:50 : FCB(B) - Comércio e Indústria (Sub-11)
sábado, 26 novembro 2022 - 15:00 -16:45 : Portimonense - FCB (Seniores)

Últimos comentários

  • Carlos Matos
    Exibição pobre para mim que ...

    Ler mais...

     
  • Rui G
    Qual 1904... até isso roubaram....

    Ler mais...

     
  • Jose
    Apenas um relato de um roubo, muito ...

    Ler mais...

     
  • Paulo S
    Uma vez corruptos, corruptos ...

    Ler mais...

Siga-nos no...

RSS youtube facebook twitter

Contactos - www.fcbarreirense.com