4ª Jornada, 3ª Divisão, Série F, Imortal 1 - Barreirense 1

 Grão a grão enche a galinha o papo
 
No jogo em atraso da 4ªjornada, o Barreirense pontuou pela primeira vez em jogos fora de casa, empatando a uma bola, em Albufeira, frente ao Imortal.

Com Nuno Rolo indisponível e depois de ter apostado em André Dias, no jogo do passado domingo, em Aljustrel, para defesa-direito, Valter Costa mudou de Dias para Silva e colocou o jovem médio André Silva na lateral, fazendo regressar o capitão Carioca para o seu lugar no meio-campo alvi-rubro.

As alterações não surtiram efeito nos primeiros minutos de jogo, visto que a equipa voltou a entrar a perder. Logo aos 5 minutos, um livre apontado por Carlos Mota, colocou os algarvios na frente do marcador.

Em jeito do que vêm sucedendo nos últimos 3 jogos, a equipa voltou a ter que correr atrás do prejuízo (Ferreiras 0-1 para 1-1; Aljustrelense 0-3 para 2-3 e hoje 0-1 para 1-1), e para tentar conseguir chegar ao empate mais cedo, o técnico Barreirense fez sair o médio-defensivo Tita e colocou Brito na tentativa de dar maior velocidade à equipa.

Se durante a 1ªparte não se conseguiu resultados práticos, já que a partida decorreu sem grandes situações de perigo, isto se exceptuar-mos um penalty que ficou por assinalar sobre o mesmo Brito a escassos minutos do intervalo, a 2ªparte trouxe um Barreirense bem mais afoito no ataque e sobretudo mais rápido nas transições defesa-ataque, ajudados pela entradas de Fábio Meireles e Pedro Saianda para os lugares de Mário Pessoa (que saiu lesionado aos 30 minutos de jogo e é baixa confirmada para o próximo jogo) e Filipe Muendo, respectivamente.

Foi com naturalidade que o golo do empate chegou, à passagem do minuto 62 por intermédio de Brito, após cruzamento na esquerda de João Filipe. O jovem, ex-Quintajense, apareceu oportuno ao 1ºposte e deviou para o golo.

Com o empate, o Barreirense teve o seu melhor período no jogo e por 3 vezes não chegou ao 2-1 por manifesta infelicidade. Fábio Meireles, Pedro Saianda e Brito, cada um deles teve uma oportunidade enorme para chegarem ao golo do triunfo, tendo em todos eles algo em comum: o estarem cara-a-cara com o guarda-redes contrário. 

O Imortal era uma equipa sem ligação e prova disso mesmo foi o facto de nos segundos 45 minutos não terem criado uma única situação de perigo para a baliza à guarda de Valter, mesmo depois do Barreirense ter ficado reduzido a 10 unidades por expulsão de João Filipe, por acumulação de amarelos.  

O Barreirense alinhou com:
 
-Valter
-André Silva
-Mário
-Gilson
-João Filipe
-Tita (Brito aos 10´)
-Vasco Campos
-Mário Pessoa (Fábio Meireles aos 30´)
-Carioca
-Filipe Muendo (Pedro Saianda aos 55´)
-Casa Grande
 
Não jogaram: Diogo, Wilson, Semedo e André Dias

Próximos eventos

sábado, 22 junho 2024 - 09:00 -10:30 : FCB: 5 - Pedra Mourinha: 1 (Sub-15)
domingo, 23 junho 2024 - 09:00 -10:30 : Jardim Amoreira: 3 - FCB: 2 (Sub-15)
domingo, 18 agosto 2024 - 17:00 -18:45 : FCB - Moura (Seniores)

Últimos comentários

  • Carlos Matos
    Exibição pobre para mim que ...

    Ler mais...

     
  • Rui G
    Qual 1904... até isso roubaram....

    Ler mais...

     
  • Jose
    Apenas um relato de um roubo, muito ...

    Ler mais...

     
  • Paulo S
    Uma vez corruptos, corruptos ...

    Ler mais...

Siga-nos no...

RSS youtube facebook twitter

Contactos - www.fcbarreirense.com