5 ª Jornada, I Divisão AF Setúbal, Barreirense - 3 1º Maio Sarilhense - 3

DSCF511645 minutos de avanço

 
Da derrota quase certa, até à vitória que só não surgiu por milagre, este pode bem ser o filme de um jogo teve de tudo um pouco.
Era difícil entrar pior no jogo já que, aos 50 segundos, o 1ºMaio Sarilhense inaugurou o marcador: Crisanto descobriu Rui Capitão-Mor na área e de biqueira rematou para o fundo da baliza.
A resposta surgiu aos 6 minutos, num livre de Rossano que foi à figura mas, aos 14 minutos, os visitantes estiveram muito perto do segundo: o livre de André Dias foi ter com o poste direito de José Carlos.


O Barreirense mostrava intranquilidade no último terço do terreno e isso ficou demonstrado num disparo de André Silva, por cima da barra e numa outra chance de Amadeu, sozinho rematou para fora, aos 19 e 34 minutos, respectivamente.
Pelo meio, Rossano foi travado na área de rigor mas o árbitro mandou seguir.
Caminhava-se para o intervalo e tal como havia começado o jogo, assim terminou esta 1ªparte, ou seja, com novo golo para os forasteiros. André Dias rematou, em arco, à entrada da área, André Cansado, desviou a trajectória da bola e traiu José Carlos. Infelicidade para o defesa-direito e 0-2, sem que nada o justificasse. 
 
Grande reacção na 2ªparte
 
João Nuno (amarelado) e André Silva (desinspirado) ficaram nos balneários ao intervalo, para os seus lugares entraram Sérgio Canas e Varela que vieram mexer com o jogo. Depois da infelicidade de sofrer um golo a começar e outro a acabar a 1ªparte, foi a vez de a sorte sorrir aos homens de Duka que no primeiro lance da etapa complementar chegaram ao golo num livre de Rossano para o 2ºposte onde Sampaio colocou na pequena área para o desvio, à boca da baliza, de Amadeu.
O domínio do jogo alvi-rubro ia acentuando-se e jogava-se cada vez mais no último reduto forasteiro. André Cansado, aos 57 minutos, teve nos pés a oportunidade de empatar a partida mas o seu forte remate parou na boa defesa de Bruno.
O golo adivinhava-se mas num contra-ataque rápido de André Dias, a bola foi ter com Sandro que correu solto sobre a direita e à saída de José Carlos rematou com muita força, a bola foi defendida pelo guardião barreirense mas a trajectória da bola levou a mesma a bater no poste direito e a ressaltar para o fundo da baliza. Mais um golo muito feliz.
Parecia que estava tudo perdido mas a vontade de mudar o rumo dos acontecimentos esteve sempre na mente dos jogadores.


Rossano ganhou um penalty, duvidoso diga-se, mas o mesmo Rossano não acuso a pressão e reduziu para 2-3 a 16 minutos dos 90. Gerou-se enorme confusão dentro da baliza, para se ir buscar a bola e, na molhada, Sérgio Canas vê o cartão vermelho directo deixando o Barreirense reduzido a 10 elementos. Mesmo assim, quem parecia em inferioridade numérica era o adversário porque era o Barreirense que continuava a pressionar e 6 minutos depois, aos 81, o empate aconteceu mesmo, por intermédio de Amadeu, a aproveitar um desposicionamento da defesa de Sarilhos.
O jogo estava louco. Aos 83´, Amadeu começou um lance de ataque na esquerda, desmarcou Valdo que entregou em Varela, que rodou e desmarcou Amadeu para, só com o o guarda-redes pela frente desperdiçar um golo feito. No lance anterior, Amadeu foi derrubado, pelas costas, dentro da área mas o lance foi transformado num livre á entrada da área que David Martins chutou contra a barreira.


Com tanta vontade de chegar à vitória, e a jogar com 10, os espaços no meio-campo e defesa alvi-rubra deram oportunidade para que o adversário explorasse o contra-golpe, e aos 90´+1´, Pedro Costa teve o golo no pés mas José Carlos "encheu" a baliza e negou o golo ao 1ºMaio.
Os lances sucediam-se na área forasteira e, pelo menos, por duas vezes, os ressaltos e mais ressaltos, não foram felizes para o nosso lado acabando o 1ºMaio por conquistar um ponto com grande sacrifício e alguma fortuna depois de ter tido dois golos de vantagem, por duas vezes.


Num jogo emotivo, o mais fraco foi mesmo a arbitragem de Gil Brandão...
 
Ficha do jogo:
 
Campo: Leonel Martins, na Quinta do Anjo
Piso: Sintético
Árbitro: Gil Brandão
Árbitros Auxiliares: Frederico Conceição e Marco Duarte
Tempo: Primaveril

Barreirense: José Carlos; André Cansado, Valter, David Martins (c) e Miguel Gomes (Valdo aos 80´); Sampaio, João Nuno (Sérgio Canas ao int.) e Cláudio; Rossano, André Silva (Varela ao int.) e Amadeu 
 
Não jogaram: Diogo, Gilberto, Jorge Palma e Pedro Pereira

Treinador: Duka
 
Cartões Amarelos: João Nuno (16´), Sampaio (38´), Valter (50´), André Cansado (53´) e Cláudio (90´+2´)
Cartão Vermelho: Sérgio Canas (75´directo)
Golos: Amadeu (46´e 81´) e Rossano (74´g.p.)
 
1ºMaio Sarilhense: Bruno; Nivaldo, Espada, Cunha, Gonçalo, André Dias, Sandro, Crisanto, Rui Capitão-Mor (Martinho aos 70´), Miguel e Carlos Luz (Pedro Costa aos 80´) 
 
Não jogaram: Hugo e Tiago Costa
 
Treinador: Alfredo Lopes
 
Cartões Amarelos: Carlos Luz (50´), André Dias (53´), Sandro (54´), Crisanto (77´) e Gonçalo (90´+1´) 
Golos: Rui Capitão-Mor (1´), André Dias (45´) e Sandro (68´)  
 
Ao intervalo: 0-2
No final: 3-3  

 

Próximos eventos

quarta-feira, 17 abril 2024 - 21:30 -23:00 : Piedense - FCB (Sub-17)
sábado, 20 abril 2024 - 09:00 -10:15 : V.Setúbal - FCB (Sub-12)
sábado, 20 abril 2024 - 09:00 -10:15 : Pinhalnovense - FCB (Sub-13 Fut11)
sábado, 20 abril 2024 - 09:00 -10:25 : FCB - Esc.Fut.Setúbal (Sub-17 Femininos)
sábado, 20 abril 2024 - 10:30 -11:45 : FCB - Esc.Fut.Setúbal (Sub-15 Femininos)
sábado, 20 abril 2024 - 11:00 -12:05 : Charneca Caparica - FCB (Sub-10)
sábado, 20 abril 2024 - 11:45 -12:50 : Pinhalnovense(B) - FCB(B) (Sub-11)

Últimos comentários

  • Carlos Matos
    Exibição pobre para mim que ...

    Ler mais...

     
  • Rui G
    Qual 1904... até isso roubaram....

    Ler mais...

     
  • Jose
    Apenas um relato de um roubo, muito ...

    Ler mais...

     
  • Paulo S
    Uma vez corruptos, corruptos ...

    Ler mais...

Siga-nos no...

RSS youtube facebook twitter

Contactos - www.fcbarreirense.com