II Liga de Honra, 32ª Jornada, Marco 1 - Barreirense 2

Descer com dignidade

Ao 16º jogo fora de casa o Barreirense venceu, mas ao mesmo tempo acabou por descer definitivamente à 2ªdivisão. O que há muito se temia, aconteceu mesmo e logo num dia em que os alvi-rubros venceram por 2-1, uma equipa que não é assim tão fraca como se diz. Se tivéssemos jogado assim contra o Maia há duas semanas atrás, agora ainda estávamos de máquina de calcular na mão...

Mas como águas passadas não movem moinhos, temos que enfrentar o futuro e preparar  desde já a 2ªdivisão, pois como já dissemos em anteriores comentários esta 2ªliga é um fiasco em todos os aspectos, quer desportivo, quer financeiro e não só. Mas vamos ao que interessa, o jogo de ontem.

Perante um adversário já despomovido, o Barreirense não queria já seguir o caminho do seu adversário e tendo que vencer, teria que esperar pelos resultados de terceiros, que acabaram por não ser favoráveis. Em relação ao jogo anterior, Ferreirinha apostou apenas na mudança de guarda-redes, voltando Paulo Silva à titularidade em detrimento de Pedro Cardoso. Durante a primeira meia-hora as equipas não demonstraram a vontade necessária para atingir o alvo adversário, o mesmo é dizer, pouco fizeram para chegar às duas balizas, e só mesmo a partir dessa altura, principalmente por parte do Barreirense, é que a partida ganhou emoção, já que aos 33 minutos um livre de Pedro Duarte, no lado direito do ataque alvi-rubro, colocou a bola na cabeça de Carioca que atirou para a baliza deserta, num lance em que Celso andou aos papéis e acabou por ficar muito mal na fotografia.

Com vantagem no marcador, o Barreirense ainda fez mais dois remates com a direcção da baliza de Celso até ao intervalo, mas foi o Marco que sem fazer muito para isso chegou à igualdade, num grande remate de Hélder Calvino, jogador emprestado pelo Boavista, que à entrada da área, rematou fortíssimo, a meia altura, sem hipóteses para Paulo Silva, isto já no período de descontos.

Na 2ªparte, a partida não trouxe nada de novo ao que já havíamos assistido nos primeiros 45 minutos, ou seja, jogo muito repartido, sem grandes chances de parte a parte, até que o flanco esquerdo alvi-rubro dá um safanão no marasmo e chega novamente à vantagem, aos 57 minutos. Grande jogada de colectiva com Saavedra a desmarcar Pedro Duarte na esquerda e o rei das assistências a cruzar com conta peso e medida para o desvio subtil de Dionísio fazer o 2-1 para os alvi-rubros. Foi a 3ªassistência dos últimos 3 golos do Barreirense por parte de Pedro Duarte.

O Marco reagiu de pronto, com Tiago, de pé esquerdo a incomodar Paulo Silva, mas o Barreirense teve aos 63 minutos a chance de acabar com o jogo, mas o livre de Pedro Duarte acabou sair a rasar o poste esquerdo da baliza de Celso, o guarda-redes marcoense, que estava completamente batido. A quinze minutos do fim, num contra-ataque perigoso, nova chance alvi-rubra com Dionísio a ter hipótese de bisar no desafio, mas à saída de Celso a bola não levou o melhor caminho para as redes marcoenses. Quem não marca, acaba por sofrer e foi isso mesmo que esteve quase a acontecer em especial nos últimos 10 minutos. Primeiro foi Sivaldo a cruzar e Marco Airosa a tirar o pão da boca de Quim. A sete minutos dos noventa, foi a vez de Lary passar por toda a gente e perante Paulo Silva, permite a intervenção ao guardião barreirense, numa grande oportunidade para os da casa que viram pouco depois Márcio ser expulso por acumulação de amarelos, numa falta por trás sobre sobre Dionísio.

Pensava-se que a tarefa alvi-rubra estaria facilitada e novo contra-ataque barreirense teve nova possibilidade para decidir o jogo quando o remate de Dionísio foi ter com as redes da baliza de Celso, pena é que tenha sido as redes laterais. Com 5 minutos depois da hora, Pedro Proença decide aumentar a emoção e vê Carioca derrubar Tiago em plena grande área. Penalty que Hélder Calvino se encarregou de bater, rasteiro, mas que Paulo Silva defendeu, proporcionando a primeira vitória fora do Barreirense na liga de honra.
Pena que já tenha sido tarde demais.

 

Filme do jogo:

30´- livre, em posição frontal, de Bruno Severino, defesa de Celso
31´- remate de Pedro Duarte, à entrada da área, mas ao lado
33´- Golo 0-1 (Carioca) 35´- Marco Bicho recebe um ressalto vindo da grande área marcoense e remata de pronto, com força, mas ligeiramente por cima da baliza de Celso
41´- livre de Pedro Duarte, em óptima posição para o seu pé esquerdo, mas Celso agarra com segurança
45´+1´- Golo 1-1 (Hélder Calvino)
48´- livre de Almir e desvio, de cabeça, de Leonardo pouco ao lado
57´- Golo 1-2 (Dionísio) 61´- boa jogado do Marco com Tiago a rematar para defesa de Paulo Silva 63´- livre, perigoso, de Pedro Duarte, a rasar o poste esquerdo de Celso
67´- Saavedra substituído por Hugo Morais
71´- Moreira substituído por Ailton
75´- Dionísio é lançado em profundidade e perante a saída de Celso atira mas ao lado da baliza
79´- Bruno Severino substituído por Marco
81´- canto para o Marco com Paulo Silva a não conseguir afastar, Sivaldo cruza mas Marco Airosa tira para canto perante a ameaça de Quim
83´- grande jogada de Lary, passando por três jogadores barreirenses, mas Paulo Silva consegue defender o remate do gabonês, quando este se encontrava completamente isolado
85´- expulsão de Márcio por acumulação de amarelos
89´- contra-ataque barreirense com Marco Airosa a dar para Dionísio rematar, com perigo, às malhas laterais
90´+5´- penalty de Hélder Calvino, defendido por Paulo Silva

 

Ficha de jogo:

Estádio – Avelino Ferreira Torres – Marco Canaveses
Árbitro – Pedro Proença (Lisboa)
Assistentes – José Chilrito e Fernando Madeira
4º Arbitro – João Gabriel

Marco – Celso; Almir, Leonardo, Bruno Ferraz (Silvado 76´), Fernandes, Ferreira (Tiago 45´), Hélder Calviño, André Soares (Lary 76´), João Filipe, Márcio e Ferraz
Não jogaram – Beto e Ricardo
Treinador – Victor Paneira
Marcadores – Hélder Calviño (45´)
Disciplina – amarelos; Fernandes (56´) e Márcio (82’ 84´)
Vermelho – Márcio (84´)

Barreirense – Paulo Silva; Marco Airosa, Kali, Miguel Ângelo, Pedro Duarte, Carioca, Saavedra (Hugo Morais 67´), Marco Bicho, Bruno Severino (Marco 79´), Moreira (Ailton 75´) e Dionísio
Não jogaram – Pedro Cardoso, Hugo Machado, Marco Véstia e Manuel do Carmo
Treinador – Ferreirinha
Marcadores – Carioca (33´) e Dionísio ( 68´)
Disciplina – amarelos; Hugo Morais (82´), Kali (90+3´) e Carioca (90+3´)

Intervalo – 1-1

 

Nas cabines:

Vítor Paneira (treinador do Marco):
"Perdemos devido à eficácia do Barreirense, isto num jogo típico de duas equipas que estão em situação complicada na tabela classificativa."

Ferreirinha (treinador do F.C.Barreirense):
"Foi uma vitória com um sabor amargo já que não evitámos a descida de divisão."

 

Fotos do jogo >>>
Fotos dos adeptos >>>

Próximos eventos

domingo, 14 abril 2024 - 09:00 -10:35 : FCB(B) - Palmelense (Juvenis)
domingo, 14 abril 2024 - 11:00 -12:25 : FCB - Juv.Sarilhense (Sub-14)
domingo, 14 abril 2024 - 11:00 -12:35 : Alverca - FCB (Sub-15)
domingo, 14 abril 2024 - 11:00 -12:25 : Costa Caparica - FCB(B) (Iniciados)
domingo, 14 abril 2024 - 12:00 -13:15 : FCB - Alegria Trabalho (Infantis)
domingo, 14 abril 2024 - 12:30 -14:15 : Portimonense - FCB (Sub-14)
domingo, 14 abril 2024 - 15:00 -16:45 : Galitos - FCB (Seniores)

Últimos comentários

  • Carlos Matos
    Exibição pobre para mim que ...

    Ler mais...

     
  • Rui G
    Qual 1904... até isso roubaram....

    Ler mais...

     
  • Jose
    Apenas um relato de um roubo, muito ...

    Ler mais...

     
  • Paulo S
    Uma vez corruptos, corruptos ...

    Ler mais...

Siga-nos no...

RSS youtube facebook twitter

Contactos - www.fcbarreirense.com