Campeonato Nacional 2ª Divisão B- Zona Sul - 30ª Jornada

Barreirense-1 Ribeira Brava-0

Resistência madeirense acabou de penalty




O Barreirense venceu, este domingo, o Ribeira Brava por uma bola a zero e aumentou a vantagem para 3 pontos em relação ao 2ºclassificado, o Pinhalnovense, que empatou nos Açores.
Foi uma vitória muito difícil, em que só de penalty é que foi possível bater o inspirado e algo pesado guarda-redes madeirense Vítor Pereira.
Apresentando o mesmo esquema táctico, o Barreirense teve, no entanto, que alterar o onze base, isto porque Paulo Vieira, castigado, foi substituído por Marco Bicho e Varela, lesionado, cedeu o lugar a Milton, isto já para não falar do novo castigo, de 30 dias, a Daúto Faquirá.
De início, o Ribeira Brava, surpreendeu pela sua postura em campo, jogando muito subido no terreno e pressionando alto, teve mesmo a primeira oportunidade de golo, por intermédio de Quaresma.
A pouco e pouco, o Barreirense, foi-se adaptando a este atrevimento contrário, e nomeadamente, através de lances de bola parada ou mesmo através de boas triangulações do seu meio-campo, os donos da casa, começaram a aproveitar os espaços concedidos pelo Ribeira Brava pelo facto de ter a sua equipa muito esticada em campo. E, de facto, neste período, valeu por diversas vezes o guarda-redes Vítor Pereira, um atleta um pouco pesado mas bastante ágil, e que foi negando o golo o mais que pôde. Quando não era Vítor Pereira, era a má pontaria dos avançados barreirenses. Neste particular, Milton, Pedro Duarte, Moreno, Saavedra e Marco Bicho tiveram boas situações mas o golo teimava em não surgir.
Foi uma 1ªparte que soube a pouco para quem desperdiçou tanto, mas á que dar mérito, também á postura do adversário, que tentou sempre que lhe era possível sair para o ataque, especialmente nos primeiros minutos.
Na 2ªparte, o jogo não foi tão bem jogado, principalmente após o golo, mas vamos por partes. Após mais uma boa defesa de Vítor Pereira a remate de Milton (que neste jogo teve uma marcação impiedosa do longilinio Vagner), surgiu o momento do jogo. Estavam decorridos 52 minutos de jogo, quando após boa jogada do ataque barreirense, Pedro Duarte, aparece na zona frontal da área madeirense preparado para o remate quando é empurrado por Vítor Hugo. Penalty, que o mesmo Pedro Duarte se encarregou de marcar e fazer o golo, colocando a bola para um lado e guarda-redes para o outro.
Galvanizado pelo golo, Pedro Duarte, teve nos pés a possibilidade de bisar, mas mais uma vez Vítor Pereira negou o golo.
Aos 61 minutos, a grande oportunidade do Ribeira Brava. Ibraíma, acabadinho de entrar, teve na cabeça a hipótese do empate mas a bola saiu a rasar o poste direito de Paulo Silva. Foi a única oportunidade dos insulares neste segundo tempo e a partir daqui, o Barreirense, optou por controlar o jogo não se aventurando muito no ataque, mas não permitindo também qualquer veleidade ao Ribeira Brava, aliás, o Barreirense não sofre golos há 465 minutos (último golo sofrido foi a 19 Fevereiro no jogo com o Casa Pia).
Daúto lançou mais velocidade no ataque com as trocas de Milton e Pedro Duarte por Moreira e Carlitos respectivamente mas o resultado estava feito, apesar de Moreira ainda ter tido duas jogadas muito perigosas.
Vitória difícil mas justa, com uma boa arbitragem de Nuno Afonso de Lisboa.

Aqui fica o filme do jogo:

3'- Quaresma após cruzamento de Marquinhos, na direita, atira de cabeça, com perigo, ao lado
6'- Vitinha cruza e Milton, na pequena área, de cabeça permite uma grande defesa de Vítor Pereira
7'- na sequência do canto marcado por Marco, a bola sobra para o remate de Sérgio Brás que chuta contra Vagner
16'- boa jogada de Moreno, tirando vários adversários da frente, desmarca Saavedra, pela zona central com o remate a surgir mas á figura
27'- canto de Marco, Pedro Nunes ganha nas alturas, sobrando a bola para Marco Bicho que atira por cima
28'- mais uma boa iniciativa de Moreno, que com Saavedra e Pedro Duarte completamente sozinhos á espera do passe, preferiu rematar mas ao lado
30'- cruzamento de Pedro Duarte, na esquerda, Moreno amortece de cabeça para Milton que remata por cima
32'- Marco Bicho ganha espaço na entrada da área mas o remate saí á figura de Vítor Pereira
45'- Saavedra, na pequena lua, tenta o remate mas a bola saí um tudo nada ao lado
45'+1'- cruzamento de Pedro Duarte, Moreno toca de raspão, e Milton por pouco não chega para o desvio
48'- Milton, de fora da área, remata colocado mas Vítor Pereira, atento, agarra
53'- Golo 1-0 (Pedro Duarte, de penalty)
57'- Paulo Silva bate em profundidade, Milton ganha a Jerónimo, assiste, Pedro Duarte que remata para mais uma boa defesa de Vítor Pereira
65'- Ibraíma, de cabeça, atira a rasar o poste da baliza de Paulo Silva
72'- Milton substituído por Moreira
80'- Pedro Duarte substituído por Carlitos
85'- Saavedra atrasa para o remate de Marco Bicho mas a bola bate num defensor do Ribeira Brava e vai para canto
86'- Saavedra substituído por Mauro
90'- contra-ataque barreirense dois para um, com Moreira a tentar dar a Carlitos mas a bola sai muito desviada
90'+2'- Moreira não consegue o remate após boa jogada de Carlitos

Nas cabines:

Daúto Faquirá (treinador do Barreirense):
"Fizemos um bom jogo, entrámos com ritmo e criámos muitas oportunidades mas não conseguimos concretizar.
Fizemos uma 1ªparte muito fluente ao nível do que temos feito ultimamente mas continuamos a falhar muito na finalização, caso contrário podíamos ter mais pontos nesta altura do campeonato.
Felizmente fizemos o golo cedo na segunda parte e conquistámos o mais importante que foram os 3 pontos.
Estamos numa fase crucial, os nervos são muitos e qualquer deslize é fatal.
O factor casa é, cada vez menos importante, nesta altura do campeonato, pois as equipas estão todas a lutar ou pelo 1ºlugar, ou para fugir á despromoção ou mesmo a disputar o campeonato entre equipas dos Açores.
Cada vez mais, os jogos têm 3 resultados possíveis."

Daniel Quental (treinador do Ribeira Brava):
"Jogo muito difícil para nós. O Barreirense teve maior pendor atacante e teve mais oportunidades.
Nós tivemos grande atitude defensiva, lutámos muito mas o Barreirense não nos permitiu conquistar qualquer ponto.
Na 1ªparte o Quaresma teve uma boa chance, e na segunda, entrámos melhor e podíamos ter também marcado pelo Ibraíma.
Temos esperança nestes jogadores."

Paulo Silva (guarda-redes do Barreirense):
"Alcançámos uma vitória justa, e felizmente quando se ganha, a motivação torna-se cada vez maior.
Quando estamos menos bem, nós cá atrás tentamos puxar pela equipa, para incentivá-los pois sabemos que principalmente aqui nos jogos em casa, as equipas fecham-se muito e tornam as coisas mais difíceis."

Pedro Duarte (melhor marcador do Barreirense):
"A chave deste jogo não foi o Pedro Duarte, foi a equipa, mas estou feliz por ter marcado mas mais feliz ainda porque o Barreirense ganhou.
Normalmente temos tido muitas oportunidades para marcar e que apesar de não termos um grande aproveitamento felizmente temos conseguido ganhar.
Sabíamos que o Ribeira Brava era uma equipa complicada pois iriam jogaram fechadinhos e penso que a única situação de perigo que tiveram foi aquela do Ibraima."


Próximos eventos

quarta-feira, 05 outubro 2022 - 15:00 -16:45 : FCB - Paio Pires (Seniores)
quarta-feira, 05 outubro 2022 - 17:00 -18:30 : FCB - Nacional (Seniores)
sábado, 08 outubro 2022 - 10:00 -11:30 : D.João I - FCB (Iniciados)
sábado, 08 outubro 2022 - 10:30 -11:45 : Fonte Prata - FCB(B) (Sub-12)
sábado, 08 outubro 2022 - 10:30 -11:45 : FCB - Sesimbra (Sub-13 Fut 9)
sábado, 08 outubro 2022 - 10:30 -11:45 : Desp.Fabril - FCB (Sub-12)
sábado, 08 outubro 2022 - 15:00 -16:45 : Portimonense - FCB (Sub-19)

Últimos comentários

  • Carlos Matos
    Exibição pobre para mim que ...

    Ler mais...

     
  • Rui G
    Qual 1904... até isso roubaram....

    Ler mais...

     
  • Jose
    Apenas um relato de um roubo, muito ...

    Ler mais...

     
  • Paulo S
    Uma vez corruptos, corruptos ...

    Ler mais...

Siga-nos no...

RSS youtube facebook twitter

Contactos - www.fcbarreirense.com