Campeonato Nacional 2ª Divisão B - Zona Sul - 24ª Jornada

Amora-0 Barreirense-3

Não há fome que não dê em fartura





Dois meses depois, o regresso ás vitórias fora, uma vitória por 3-0 num derby sempre interessante que no entanto acabou por demonstrar o fosso que existe entre as duas equipas. Com este resultado, o Barreirense mantém, a par com o Pinhalnovense, a liderança da prova.
Com várias alterações no onze, Angel cumpriu um jogo de castigo sendo substituído por Pedro Duarte na posição de lateral esquerdo, Mauro recuou para central por não haver centrais disponíveis e fez dupla com o intocável Pedro Nunes, Moreno entrou para o lado direito do meio-campo, Moreira ficou com o lugar de Milton, isto já para não falar no castigo de Daúto Faquirá, o Barreirense entrou algo lento no desafio e demorou a assentar o seu jogo.
Pela frente encontrou uma equipa com muitos jogadores acabados de chegar e isso acabou por não ajudar muito ao seu entrosamento, facto que permitiu o controlo absoluto do jogo por parte dos homens de Daúto Faquirá.
Foi uma primeira parte mal jogada, e em que a má qualidade do relvado também não beneficiou o espectáculo, mas mesmo assim o Barreirense por duas ou três vezes podia ter chegado ao golo, quer em lances de bola parada, nomeadamente em cantos apontados pelo especialista Pedro Duarte, quer em lances de bola corrida onde o entendimento entre Varela e Saavedra merecia outro resultado que não o que acabou por acontecer.
O Amora teve neste período um remate, se é que se pode chamar assim, ao lado da baliza de Paulo Silva através de Van Kanten, isto já nos descontos.
No reatemento, Faquirá tirou Paulo Vieira e colocou Milton, mas foi o Amora que começou melhor, tendo á passagem dos 60 minutos a sua melhor ocasião com Ricardo, na cara de Paulo Silva a não conseguir desfeitear o guarda-redes barreirense.
Aos 57 minutos, deu-se a estreia de Carlitos, curiosamente um ex-jogador do Amora, que entrou muito bem no jogo e trouxe muita velocidade ao flanco direito do ataque, que aliás era por onde o Barreirense tinha as suas iniciativas.
Logo depois Moreno, numa boa arrancada, é travado em falta, e na marcação do pontapé livre, Marco bate em balão para a zona da pequena área onde Pedro Nunes saltou mais alto que o guarda-redes Tecelão desviando para o primeiro golo.
Estava feito o mais difícil, o Amora teria que subir no terreno e teria que assumir o jogo e claro está começou a dar mais espaço na defesa permitindo as rápidas contra-ofensivas do Barreirense.
Não estranhou portanto que surgisse o segundo golo, um golo apontado por Carlitos, após livre de Pedro Duarte e desvio de Mauro, de cabeça, para o ex-amorense fuzilar a baliza de Tecelão. Foi, pode-se dizer, uma verdadeira maldade que Carlitos fez á sua antiga equipa.
Depois veio a expulsão de Nuno Campos(2ºamarelo) e o jogo como que ficou ainda mais fácil, e o resultado só não foi mais desnivelado porque a finalização deixou muito a desejar.
Praticamente no último lance do jogo, Marco Bicho, em mais um contra-ataque, onde foi muito bem servido por Milton, á saída de Tecelão fez o terceiro golo.
O jogo terminaria pouco depois com um vencedor natural e perante uma arbitragem sem problemas do árbitro algarvio Paulo Silva.
Esperamos que seja um bom prenúncio este regresso ás vitórias fora de portas, mas sem o apoio de todos e em especial dos adeptos, de certeza que não iremos a lado nenhum, e isto é uma critica a todos os sócios e simpatizantes que continuam a não acompanhar a equipa como o deveriam fazer...

Aqui fica o filme do jogo:

7'- canto de Pedro Duarte para a cabeça de Mauro que atira para a defesa de Tecelão
28'- Varela toca para o remate da Saavedra á figura do guarda-redes do Amora
29'- boa arrancada de Varela pela esquerda, este serve a entrada de Saavedra que atira muito por cima
32'- Saavedra dá a Moreira que remata de pé esquerdo, Tecelão defende para a frente, e com a bola a saltitar Moreno atira torto
45'- Van Kanten ganha o ressalto na esquerda e remata fraco ao lado
ao intervalo Paulo Vieira substituído por Milton
46'- Ricardo já dentro da área antecipa-se a Paulo Silva mas remata muito torto
50'- Van Kanten cruza da direita e Ricardo, de cabeça, atira por cima
51'- Milton, na direita, serve Varela que na pequena área não acerta bem na bola rematando por cima
57'- Varela substituído por Carlitos
59'- Domingos desmarca Ricardo que na cara de Paulo Silva não consegue desfeitear o guarda-redes barreirense
62'- 0-1 (Pedro Nunes)
65'- grande confusão na área do Amora, a bola sobra para Moreno que remata por cima
67'- Carlitos cruza da direita e Moreno de baliza aberta não consegue fazer o mais fácil
68'- Moreno substituído por Marco Bicho
69'- 0-2 (Carlitos)
70'- expulsão de Nuno Campos (2ºamarelo)
77'- boa jogada de entendimento do Barreirense Milton, Marco Bicho e novamente Milton que isolado permite a defesa de Tecelão
85'- perca de bola da defesa barreirense mas Paulo Silva chega primeiro que Domingos, no contra-ataque Milton dá a Vitinha que remata forte mas ligeiramente por cima
86'- bom cruzamento de Milton para a entrada de cabeça de Marco Bicho por cima
87'- grande remate de Moreira, fora da área, mas mais uma vez por cima da baliza de Tecelão
90'- 0-3 (Marco Bicho)

Nas cabines:

Jaime Margarido (treinador do Amora):
"A derrota é muito pesada para a minha equipa, sofremos um golo muito infantil e até lá o jogo estava equilibrado e acho que a melhor oportunidade de golo coube á nossa equipa. Depois não marcámos, sofremos um golo muito infantil, como vocês viram, a equipa desmoronou-se e quando se está em baixo as coisas a nível psicológico ficam frágeis. A equipa acabou por sofrer o segundo e o terceiro golo. A culminar a situação difícil ainda ficámos reduzidos a 10 homens.
Vamos tentar mudar o curso da situação, vamos ver se ainda conseguimos dar a volta por cima, eu ainda acredito, algumas pessoas ainda acreditam, vamos ver.
Vamos criando rotinas defensivas, embora em quase todos os jogos entram cinco jogadores saem outros cinco, no meu 1ºjogo tinha 12 jogadores, depois 13 e agora tive 18, mas está muito difícil.
Vamos ver o que o futuro nos dirá."

Daúto Faquirá (treinador do Barreirense):
"Penso que não foi um bom jogo, penso que não fomos a equipa que tivemos mais oportunidades, mas a única que teve oportunidades, tirando um lance na 2ªparte em que o Amora podia ter marcado.
Sem termos feito um jogo muito bom, o terreno também não estava em boas condições para praticarmos um futebol fluído, mas mesmo assim com uma 1ªparte morna, a 2ªparte era uma questão de paciência, calma e de fazermos o 1ºgolo. Quando o fizemos as coisas tornaram-se mais fáceis e alguma força anímica que tenha restado á equipa do Amora esvaneceu-se e o resultado acabou por ser 3-0.
O importante era ganhar." 


Próximos eventos

quarta-feira, 17 abril 2024 - 21:30 -23:00 : Piedense - FCB (Sub-17)
sábado, 20 abril 2024 - 09:00 -10:15 : V.Setúbal - FCB (Sub-12)
sábado, 20 abril 2024 - 09:00 -10:15 : Pinhalnovense - FCB (Sub-13 Fut11)
sábado, 20 abril 2024 - 09:00 -10:25 : FCB - Esc.Fut.Setúbal (Sub-17 Femininos)
sábado, 20 abril 2024 - 10:30 -11:45 : FCB - Esc.Fut.Setúbal (Sub-15 Femininos)
sábado, 20 abril 2024 - 11:00 -12:05 : Charneca Caparica - FCB (Sub-10)
sábado, 20 abril 2024 - 11:45 -12:50 : Pinhalnovense(B) - FCB(B) (Sub-11)

Últimos comentários

  • Carlos Matos
    Exibição pobre para mim que ...

    Ler mais...

     
  • Rui G
    Qual 1904... até isso roubaram....

    Ler mais...

     
  • Jose
    Apenas um relato de um roubo, muito ...

    Ler mais...

     
  • Paulo S
    Uma vez corruptos, corruptos ...

    Ler mais...

Siga-nos no...

RSS youtube facebook twitter

Contactos - www.fcbarreirense.com