Campeonato Nacional 2ª Divisão B - Zona Sul - 22ª Jornada

Atlético-1 Barreirense-0

Mais uma vez a história repete-se




Frustação. É este o sentimento de todos os adeptos barreirenses que se deslocaram á Tapadinha, neste domingo. Por incrível que pareça a Atlético conseguiu vencer por 1-0 sem ter feito nada para o merecer. Com este resultado perdemos o comando do campeonato para o Pinhalnovense.
Foi um jogo completamente dominado pelo Barreirense, e só a falta de esclarecimento perante a baliza contrária consegue explicar este resultado.
Dáuto Faquirá apostou no regresso de Vitinha ao lado direito da defesa, que assim defrontou alguns dos seus antigos companheiros, trocou Paulo Vieira e Varela por Marco Bicho e Moreira respectivamente, e colocou André no lugar de Pedro Duarte, visto o nº21 não estar nas melhores condições fisicas. Foi portanto com quatro alterações em relação ao jogo com o Lusitânia que o Barreirense entrou em campo, mas desde logo se viu que era única que queria vencer.
O Atlético, com Alfredo Bóia e Colaço como centrais, a que se juntou no decorrer do jogo Ibraíma, autênticas torres, não deram hipóteses no jogo aéreo e esse é o único factor positivo que encontramos na exibição da equipa alcantarense.
Perante jogadores mais fortes fisicamente, só a técnica barreirense e o jogo junto á relva que tão bem Saavedra, Milton e companheiros o fazem podia resultar.
Durante o 1ºtempo foi isso mesmo que se passou, mas apesar de toda a superioridade demonstrada só por duas vezes o perigo rondou a baliza de Paulo Grilo. Primeiro Marco Bicho num remate ao lado e já nos descontos Milton no coração da área, dominou no peito mas chutou por alto. Até esse momento a única coisa que se viu do Atlético foi uma agressão de Alfredo Bóia a André, que varreu autenticamente as pernas do seu colega de profissão e em que o árbitro apenas lhe mostrou o cartão amarelo.
Depois, no último minuto da 1ªparte, surgiu o impensável. Lixa cobra um canto na direita e Colaço sózinho na pequena área marca o golo do Atlético.
No 2ªtempo, Daúto Faquirá, lançou Paulino e Paulo Vieira, para os lugares de André e Marco Bicho respectivamente, e o dominío continuou a ser avassalador, se bem que faltou sempre o melhor discernimeto no ataque. Aos 54 minutos a melhor jogada do desafio. Marco passa por três adversários, endossa para a área, Milton deixa passar por baixo das pernas para Paulino rematar á entrada da pequena área, para a defesa da tarde de Paulo Grilo.
Aos 70 minutos, Saavedra do meio da rua chutou forte mas ligeiramente por cima e um minuto depois entrou Varela para o lugar de Vitinha, ou seja, o Barreirense acabou num 4x2x4. Mas com quatro avançados só veio foi aumentar a confusão na área alcantarense. Mesmo assim, Varela, após livre de Marco ainda obrigou á defesa de Paulo Grilo a cinco minutos do fim, e mesmo no final, Sérgio Brás foi lá á frente cabecear mas a bola passou um tudo nada por cima.
Na último jogada do desafio, Nuno Gaio rematou por cima da baliza de Paulo Silva na única vez que o Atlético chegou á área barreirense na 2ªparte.
Se é verdade que o Barreirense não acreditou que podia vencer este jogo, também não é menos verdade que o Atlético não merecia o vencer porque a sua postura em campo não ajudou em nada á qualidade do espectáculo.
A arbitragem teve um critério largo e igual para ambos os lados, deixando jogar, mas errou no lance atrás referido ao não expulsar Alfredo Boía.

Francisco Barão (treinador do Atlético):
"O Barreirense dominou mas tivémos as melhores ocasiões.
Ganhamos no jogo aéreo defensivamente e depois em contra-ataque conseguimos incomodar, aliás era essa um pouco a nossa estratégia.
Foi uma vitória que creio nos assenta bem, foram 3 pontos muito importantes e agora esperamos continuar assim."

Daúto Faquirá (treinador do Barreirense):
"Dominámos mas não criámos oportunidades flagrantes de golo.
Tinhamos o jogo controlado e não podemos sofrer um golo daqueles.
Não acreditámos que podíamos ganhar e este era um jogo que tinhamos que ganhar porque se queremos ser campeões temos que ganhar estes jogos.
Por muito respeito que tenho pelo Atlético e pelo seu histórial, hoje defrontámos uma equipa muito fraquinha, mas de qualquer maneira os meus parabéns a eles."

Próximos eventos

quarta-feira, 17 abril 2024 - 21:30 -23:00 : Piedense - FCB (Sub-17)
sábado, 20 abril 2024 - 09:00 -10:15 : V.Setúbal - FCB (Sub-12)
sábado, 20 abril 2024 - 09:00 -10:15 : Pinhalnovense - FCB (Sub-13 Fut11)
sábado, 20 abril 2024 - 09:00 -10:25 : FCB - Esc.Fut.Setúbal (Sub-17 Femininos)
sábado, 20 abril 2024 - 10:30 -11:45 : FCB - Esc.Fut.Setúbal (Sub-15 Femininos)
sábado, 20 abril 2024 - 11:00 -12:05 : Charneca Caparica - FCB (Sub-10)
sábado, 20 abril 2024 - 11:45 -12:50 : Pinhalnovense(B) - FCB(B) (Sub-11)

Últimos comentários

  • Carlos Matos
    Exibição pobre para mim que ...

    Ler mais...

     
  • Rui G
    Qual 1904... até isso roubaram....

    Ler mais...

     
  • Jose
    Apenas um relato de um roubo, muito ...

    Ler mais...

     
  • Paulo S
    Uma vez corruptos, corruptos ...

    Ler mais...

Siga-nos no...

RSS youtube facebook twitter

Contactos - www.fcbarreirense.com